Flamengo x Boavista

Guerrero voltou a marcar pelo Flamengo no jogo do fim de semana (Foto: Paulo Sergio/Lancepress!)

RADAR/LANCE!
11/04/2016
03:10
Rio de Janeiro (RJ)

Nos cinco jogos que antecederam o duelo com o Boavista, o torcedor do Flamengo gritou gol apenas quatro vezes. Nenhuma dessas alegrias foi motivada pelo principal responsável por executar tal tarefa. Contra a equipe de Saquarema, no sábado, entretanto, a agonia teve fim. Guerrero marcou, dando um chute na má sorte. E o alívio não veio sozinho. No mesmo dia, o Rubro-Negro encerrou uma sequência de seis partidas sem vitória.

É bem verdade que quem preparou o caminho para o camisa 9 reencontrar a rede foi o goleiro adversário. Quando o time da Gávea já vencia por 2 a 0, Vinícius foi sair jogando e se deu muito mal. O arqueiro sofreu a pressão do atacante e acabou cedendo a bola. Assim, ficou fácil e o peruano só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol.

O tento, facilitado graças à contribuição do rival, representa o início de uma nova fase? Na visão de Muricy Ramalho, o artilheiro só precisa encontrar o trajeto certo para não largar mais a "mania" de castigar os rivais. Perspectiva de quem acompanha diariamente o drama daquele que faz jus ao próprio nome:

- Eles (atacantes), mesmo que seu time ganhe, ficam doentes se não fazem o gol. E ele (Guerrero) estava procurando. O que mais chama a atenção nele é que a palavra guerreiro ele usa mesmo. É um cara muito profissional, que quer melhorar todo dia. A hora que achar o caminho vai começar a fazer gols, com certeza - disse o técnico Muricy Ramalho.

Neste ano, Guerrero participou de 15 dos 21 compromissos do Rubro-Negro. Foram somente sete gols e em seis partidas diferentes. No Campeonato Carioca, por exemplo, o atacante é apenas o terceiro goleador do time, com três tentos em 11 jogos. Marcelo Cirino (seis), e Emerson Sheik (quatro) aparecem à sua frente. O volante Willian Arão e o atacante Felipe Vizeu estão empatados com o peruano.

– Foi a importante a vitória e graças a Deus eu consegui fazer um gol. Graças a esse gol vou retomar a confiança que preciso para seguir marcando outros – disse Guerrero, em entrevista à TV Fla.

O torcedor rubro-negro espera que a tal confiança não abandone mais o seu camisa 9.