icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
24/08/2015
16:23

Após realizar no último sábado sua segunda partida pelo Figueirense (vitória sobre o Sport por 2 a 1), o goleiro Felipe, que está no clube desde abril, festejou sua estreia diante da torcida alvinegra. Empolgado, ele já se coloca à disposição do treinador René Simões para o compromisso diante do Atlético-MG, nesta quarta-feira, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

- Estou acostumado a jogos importantes. Se for escolhido para começar jogando, estou pronto - garantiu Felipe, que falou sobre a sensação de jogar pela primeira vez no Orlando Scarpelli.

- Procurei dar o meu melhor em campo para corresponder a confiança que a diretoria e a nova comissão técnica depositaram em mim, além do carinho que sempre recebi dos torcedores desde que cheguei aqui - disse.

Para o goleiro, a vitória (de virada) foi conquistada na raça e teve a cara do time do Figueirense. E a torcida foi apontada como um diferencial.

- Não nos abatemos com o gol que levamos e tivemos a tranquilidade necessária para irmos atrás do resultado. A torcida não parou de nos apoiar em nenhum momento, o que foi muito importante também.

Felipe substituiu Alex Muralha contra o Sport por conta de o titular sentir um desconforto no púbis. Caso o camisa 1 não esteja recuperado, René Simões deve mantê-lo na equipe para o jogo que vale vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Com o empate em 1 a 1 na partida de ida, o Figueirense tem a vantagem da igualdade sem gols. Novo 1 a 1 no placar leva a partida aos pênaltis.

Após realizar no último sábado sua segunda partida pelo Figueirense (vitória sobre o Sport por 2 a 1), o goleiro Felipe, que está no clube desde abril, festejou sua estreia diante da torcida alvinegra. Empolgado, ele já se coloca à disposição do treinador René Simões para o compromisso diante do Atlético-MG, nesta quarta-feira, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

- Estou acostumado a jogos importantes. Se for escolhido para começar jogando, estou pronto - garantiu Felipe, que falou sobre a sensação de jogar pela primeira vez no Orlando Scarpelli.

- Procurei dar o meu melhor em campo para corresponder a confiança que a diretoria e a nova comissão técnica depositaram em mim, além do carinho que sempre recebi dos torcedores desde que cheguei aqui - disse.

Para o goleiro, a vitória (de virada) foi conquistada na raça e teve a cara do time do Figueirense. E a torcida foi apontada como um diferencial.

- Não nos abatemos com o gol que levamos e tivemos a tranquilidade necessária para irmos atrás do resultado. A torcida não parou de nos apoiar em nenhum momento, o que foi muito importante também.

Felipe substituiu Alex Muralha contra o Sport por conta de o titular sentir um desconforto no púbis. Caso o camisa 1 não esteja recuperado, René Simões deve mantê-lo na equipe para o jogo que vale vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Com o empate em 1 a 1 na partida de ida, o Figueirense tem a vantagem da igualdade sem gols. Novo 1 a 1 no placar leva a partida aos pênaltis.