Leandro Silva, do Figueirense (Foto: Site oficial Figueirense)

Leandro Silva, lateral do Figueirense, durante coletiva (Foto: Divulgação / Site oficial do Figueirense)

RADAR/LANCE!
05/05/2016
15:59
Florianópolis (SC)

Lesionado desde o ano passado, o lateral esquerdo do Figueirense, Leandro Silva, explicou sua decisão de adiar a cirurgia no joelho, após sofrer uma pancada no local, durante o jogo contra o Metropolitano, pelo Campeonato Catarinense.

- Essa decisão foi uma decisão minha. Depois do jogo contra o Metropolitano, no ano passado, vi que dava para continuar jogando, mesmo com o ligamento parcialmente rompido e voltei para o jogo, mas de um ano para cá, vim me esforçando, batalhando até o fim, que acabou causando outras lesões no meu joelho. Deu para suportar toda a dor, joguei quase um ano e meio com o ligamento rompido, mas isso foi por amor à camisa, por amor ao clube - afirmou o jogador, em coletiva.

O lateral do Furacão catarinense também contou que pretende seguir à risca as orientações do departamento médico do clube.

- Vou procurar fazer meu trabalho no tempo certo, não vou passar dos limites. Se o tempo é de quatro ou cinco meses, vou cumprir, porque não adianta dar dois ou três meses, eu voltar e romper de novo - declarou, comentando sobre a sensação de ficar de fora do início do Campeonato Brasileiro, no dia 15 de maio, quando o Figueira estreia diante da Ponte Preta.

- Fico triste, porque são dois anos aqui no Figueirense e nunca tive uma lesão tão grave como essa. Fico triste por não poder ajudar nesse começo de Campeonato Brasileiro, mas sei do apoio da torcida, dos companheiros de equipe e da comissão técnica também - relatou. 

Além de Leandro, Dener também será outro jogador que desfalcará o Figueirense no Brasileiro. O volante rompeu o ligamento do joelho direito no início desta semana, no jogo-treino do Furacão com o Atlético-PR. A cirurgia de reconstrução dos ligamentos acontecerá nos próximos dias. Sabendo da notícia, Leandro Silva confortou o companheiro de equipe:

- Vou procurar passar para o Dener a mesma coisa que a comissão passou para mim, que é levantar a cabeça. Não podemos nos abater com uma contusão dessa, temos que sempre levantar a cabeça e fazer nosso trabalho certo, que a oportunidade vai aparecer e vamos voltar mais fortes - concluiu o jogador.