RADAR/LANCE!
26/06/2016
11:54
Lyon (FRA)

No Stade des Lumières, nada de revanche pelo polêmico gol de Henry ou eliminação inesperada dentro de casa. Neste domingo, a anfitriã França sofreu um gol no primeiro minuto, mas conseguiu virar para cima da Irlanda. Os gauleses mudaram a postura no segundo tempo e venceram por 2 a 1 , com gols de Griezmann, pelas oitavas de final da Eurocopa. 

Agora, o próximo compromisso da França, que não poderá contar com os suspensos Kanté e Remi, será contra o vencedor do duelo entre Inglaterra e Islândia, a ser realizado nesta segunda. O confronto pelas quartas de final está marcado para daqui a uma semana, em Paris.

O jogo

O começo da partida pareceu um pesadelo para os quase 60 mil torcedores presentes no estádio. Logo no primeiro minuto, Pogba fez uma falta infantil dentro da área. Resultado: pênalti, convertido por Brady - o segundo gol mais rápido da história das Eurocopas. 

Assim como nos jogos anteriores desta edição, a França teve uma maior posse de bola, mas se mostrava ineficaz no início. Laterais pouco ofensivos e ausência de envolvimento técnico no meio de campo, apesar da qualidade dos jogadores franceses, principalmente de Payet e Pogba, colaboraram para a vitória parcial dos visitantes.

Nos primeiros 45 minutos, por exemplo, os irlandeses viram a meta de seu seguro goleiro Randolph ameaçada apenas em poucas bolas paradas, cobradas por Payet, e uma chegada desajeitada, com bate-rebate na área, no fim da etapa inicial.

Após o intervalo, o técnico Didier Deschamps apostou na ousadia. Tirou o pendurado volante Kanté para dar mais ofensividade com o agudo atacante Coman. E logo a alteração surtiu efeito - em dose dupla com um único jogador. Griezmann precisou apenas de quatro minutos (aos 12 e aos 16) para mostrar sua estrela, virar a partida e tornar um dos artilheiros da competição - agora com três gols.

Além da mudança de postura, os franceses, mais tranquilos e rodando com mais inteligência a bola depois da conversa com Deschamps no vestiário, tiveram uma reta final de partida sem dramas, já que o zagueiro Duffy foi expulso, impedindo o que poderia ser o terceiro de Griezmann. Gignac ainda chegou perto de ampliar por duas vezes, mas resultado final: 2 a 1 e a esperança viva dos anfitriões no tri da Euro.

FICHA TÉCNICA
FRANÇA 2 x 1 IRLANDA 

Local: Stade des Lumières, em Lyon (FRA)
Data e hora: 26 de junho de 2016, às 10h (de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Auxiliares: Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini (ambos da Itália)

Cartões amarelo: Kanté e Rami (FRA) Coleman, Hendrick e Long (IRL)
Cartão vermelho: Duffy (IRL)

GOLS: Brady - 2'/1°T (0-1), Griezmann -  12'/2ºT (1-1) e 16'/2ºT (2-1)

FRANÇA: Hugo Lloris; Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Adil Rami, atrice Evra; Blaise Matuidi, Paul Pogba, N'Golo Kanté (Kingsley Coman, intervalo / Moussa Sissoko, 47'/2ºT), Dimitri Payet, Antoine Griezmann e Olivier Giroud (André-Pierre Gignac, 27'/2ºT). TEC: Didier Deschamps

IRLANDA DO SUL: Darren Randolph; Séamus Coleman, Richard Keogh, Shane Duffy, Stephen Ward; James McCarthy (Wes Hoolahan, 26'/2ºT), Robbie Brady, Jeff Hendrick, James McClean (John O'Shea, 23'/2ºT); Shane Long e Daryl Murphy (Jonathan Walters, 20'/2ºT). TEC: Martin O'Neill