LANCE!
18/06/2016
07:55
Paris (FRA)

Findou-se neste sábado a segunda rodada da fase de grupos da Eurocopa com um dado bem curioso para os amantes das estatísticas. Dos 47 gols anotados nos 24 jogos da competição, 13 saíram depois dos 40 minutos da segunda etapa.

Anfitriã do torneio, a França é a maior responsável pelo alto número. Dos quatro gols anotados pelos Bleus, três foram feitos nos momentos derradeiros. A seleção gaulesa, aliás, conseguiu triunfos sobre Romênia (2 a 1) e Albânia (2 a 0) somente na fase crítica das partidas.

Na estreia, Payet, com um belo gol, definiu os primeiros três pontos no Grupo A, com a vitória sobre a Romênia. Contra a modesta Albânia, brilharam as estrelas de Payet (de novo!) e Griezmann.

Sem os gols marcados depois dos 40 pontos, a França teria apenas dois pontos e não estaria garantida nas oitavas de final desta Eurocopa.

No Grupo B, a Inglaterra conheceu os dois lados da moeda. Tomou um gol de Berezutski no empate com a Rússia em 1 a 1, mas pôde festejar o gol de Sturridge na virada sobre País de Gales por 2 a 1.

Sturridge - Inglaterra x País de Gales
Sturridge fez contra País de Gales (Foto: PAUL ELLIS / AFP)

Quem também tem o hábito de balançar as redes no fim é a Itália, ponteira do Grupo E. A vitória sobre a Suécia por 1 a 0 só foi definida com gol de Eder, aos 44 minutos da segunda etapa. Contra a Bélgica, Pellè também marcou no fim, mas a seleção da terra da pizza já vencia e só ampliou para 2 a 0.

A Hungria é outra especialista. Neste sábado, pelo Grupo F, o time do leste europeu arrancou um empate com a Islândia perto dos acréscimos. Contra a Áustria, um gol de Stieber definiu o 2 a 0.

Islândia x Hungria
Hungria também costuma celebrar no fim (Foto: AFP/ODD ANDERSEN)

Os gols marcados no fim das partidas do Grupo D não influenciaram na tabela. McGinn aumentou a conta da Irlanda do Norte no triunfo sobre a Ucrânia por 2 a 0. Schweinsteiger, nos acréscimos, anotou o segundo da Alemanha diante dos ucranianos na vitória pelo mesmo score.

Dona do melhor futebol até o momento na Euro, a Espanha, líder do Grupo D, penou para derrotar a República Tcheca e só conseguiu vencê-la aos 43 minutos do segundo tempo por 1 a 0, gol de Piqué. Os tchecos fizeram a Croácia passar pelo mesmo sofrimento no empate de 2 a 2 que a manteve com mais chances de classificação.