Luis Segura, candidato à presidência da AFA (Foto: Juan Mabromata / AFP)

Luis Segura ficaria no cargo somente até quinta-feira (Foto: Juan Mabromata / AFP)

LANCE!
27/06/2016
16:42
Buenos Aires (ARG)

O presidente da Associação do Futebol da Argentina (AFA), Luis Segura, renunciou ao cargo nesta segunda-feira, segundo a imprensa local. Ele tinha apenas mais dois dias de mandato, mas a sua saída do cargo escancara a crise na seleção do país, iniciada com a derrota nos pênaltis para o Chile na decisão da Copa América Centenário, que deixa os hermanos com um jejum de 23 anos sem conquistas.

A renúncia vem dias depois de Messi, principal jogador do país, fazer críticas contundentes à AFA. O camisa 10 reclamou de um problema com voo da seleção em Houston, na semana passada, e chamou a federação de 'desastre'.

De acordo com a imprensa local, presidentes de clubes da Primeira Divisão da Argentina estariam reunidos no escritório do presidente do Huracán, Alejandro Nadur, para tentar soluções para o futebol do país.

No fim de maio, o governo argentino decidiu intervir no processo eleitoral para a presidência da AFA, devido a uma investigação sobre desvio de recursos do programa do governo de apoio ao futebol no país. Na quinta-feira, a eleição na entidade deveria definir o substituto de Segura.

O secretário-geral da entidade, Damián Dupiellet, ficará como presidente interino até que a situação seja normalizada. A nova eleição deve ser conduzida por um comitê nomeado pela Fifa para administrar a federação.