Portugal x Polônia

Quaresma corre para comemorar. O camisa 20 acaba de cobrar o pênalti que colocou Portugal nas semifinais (Valery HACHE / AFP)

RADAR/LANCE!
30/06/2016
19:13
Marselha (FRA)

Melhor jogador  da vitória de Portugal sobre a Polônia por 5 a 3 nos pênaltis (após 1 a 1 no tempo normal e prorrogação) em votação da Uefa pelas quartas de final da Euro, o meia Renato Sanches disse que não sentiu a pressão do jogo. Tanto que além do gol, cobrou uma das penalidades com categoria.

- O treinador pediu para que eu jogasse à vontade e foi o que eu fiz. Estou feliz por termos vencido, fiquei alegre por ter feito um gol.  Vivemos um grande desafio e agora vamos trabalhar da mesma maneira para seguir avançando até o titulo, não se importando com qual rival - disse o garoto recém-contratado pelo Bayern de Munique ao Benfica.

O atacante Nani disse que Portugal foi superior e que a seleção não tem que ficar torcendo por um rival ou outro nas semifinais.

- Fizemos um grande jogo. Sofremos o gol, mas não baixamos os braços e merecemos a vitória. Agora, o rival que vier não há o que escolher. Temos de encarar Gales ou Bélgica da mesma maneira. E sempre acreditando no título. Temos que continuar assim, pois tudo é possível - disse o jogador mais regular de Portugal nesta Euro.

O atacante Quaresma, autor do gol de pênalti que ratificou a vitória, disse estudou o goleiro polonês na cobrança.

- Sabia que tinha de jogar no lado esquerdo. Tinha um país nas minhas costas naquele pênalti. Mas fiquei calmo e confiante e fui feliz.

Lewandowski e a falta de sorte

Na Polônia, o atacante Lewandowski disse que faltou melhor sorte contra Portugal. Mas que o torcedor - que era maioria em Marselha - pode confiar na equipe.

- Levamos algum azar, mesmo fazendo uma partida superior e eles estão na semifinal. Dói não ter avançado. Mas somos um time forte e raçudo e lidaremos com esta frustração dando a volta por cima rapidamente - disse o polonês, que marcou contra Portugal o seu primeiro e único gol nesta Euro.