LANCE!
27/06/2016
17:54
Nice (FRA)

A Islândia protagonizou a maior zebra desta Eurocopa. Os 'homens de gelo' contaram com falha de Hart para virar a partida e vencer a Inglaterra por 2 a 1. A equipe contou também com uma grande ajuda do astro do rock Mick Jagger, que estava no estádio Allianz Riviera, em Nice, para torcer pelo English Team. O cantor do Rolling Stones, mais uma vez, mostrou que é um grande pé-frio, pois divulgou - e apagou posteriormente - um vídeo na arena.

Os islandeses jogaram com autoridade nesta segunda-feira e fizeram história. Em sua primeira participação na Eurocopa, já chegam às quartas de final, fase na qual vão enfrentar a França, no domingo, no Stade de France, às 16h. Foram melhores que a Inglaterra em grande parte do jogo, levando perigo até quando recuaram para suportar a pressão dos britânicos, que apostaram no abafa, que não teve resultado. 

Esta deve ser a última partida do técnico Roy Hodgson à frente da Inglaterra. O treinador tinha contrato até o fim da Eurocopa, mas a eliminação diante da Islândia deve convencer a Federação Inglesa a não renovar com o técnico.

O JOGO

O jogo começou eletrizante, com prenúncio de que a Inglaterra venceria com facilidade. Logo aos três minutos, o English Team abriu o placar com Rooney, batendo pênalti sofrido por Sterling. Mas a torcida não teve muito tempo para comemorar. Aos cinco, a Islândia chegou ao empate após cobrança de lateral. Árnason desviou e Ragnar Sigurdsson apareceu livre na cara de Hart para marcar.

Roy Hodgson - Inglaterra x Islandia
Hodgson deve se despedir da Inglaterra (Foto: Paul Ellis / AFP)

Com Sturridge e Sterling em campo, os ingleses pecaram nas tentativas de jogar pelo meio. A estratégia deu errado, facilitando para a defesa da Islândia. Mesmo assim, Dele Alli quase marcou, após acertar lindo chute de fora da área. No lance seguinte, contudo, os Homens de Gelo viraram. Após trocas de bola na intermediária, Sigthórsson recebeu de Bodvarsson e chutou no canto de Hart, que pulou atrasado e acabou falhando no lance.

Rooney andava apagado, para desespero do técnico Roy Hodgson. Kane bem que tentou, mas Halldórsson salvou. A equipe inglesa mantinha a posse de bola, mas não era perigosa no ataque.

O panorama não mudou na volta para o intervalo. A Inglaterra seguia desorganizada e jogava como time pequeno, sem criatividade. A Islândia ficava na dela, apenas observando os ingleses tentarem furar a sua defesa. Por outro lado, não ficava apenas na retaguarda e saía para o jogo, como um lance de Ragnar Sigurdsson, que mandou de bicicleta e Hart pegou.  

Inglaterra x Islandia - Jogadores cabisbaixos
Jogadores não acreditam na derrota (Foto: Paul Ellis / AFP)

A Inglaterra oferecia o campo para a Islândia penetrar em sua defesa. Em contrapartida, fechava os espaços  e anulava as jogadas inglesas. Rooney, principal nome, era figura apagadíssima. Assim como Sterling, Kane, Sturridge...

Sem muitos problemas atrás, uma vez que a Inglaterra atacava na base do abafa, a Islândia ainda conseguia criar lances de perigo. Gunnarsson foi lançado, livrou-se de Wilshere, e bateu, mas Hart salvou. No fim, Vardy quase empatou, mas a zebra já estava pintada em Nice. Festa da Islândia, que elimina a Inglaterra em sua primeira participação na Eurocopa.

FICHA TÉCNICA
INGLATERRA 1 X 2 ISLÂNDIA

Local : Estádio Allianz Riviera, em Nice (França)
Data : 27 de junho de 2016 (Segunda-feira)
Horário : 16 horas (de Brasília)
Árbitro : Damir Skomina (Eslovênia)
Assistentes: Jure Praprotnik (Eslovênia) e Robert Vukan (Eslovênia)
Cartões amarelos: Sturridge (ING), G. Sigurdsson, Gunnarsson (ISL)

Gols: Rooney - 3'/1°T (1-0), R. Sigurdsson - 5'/1°T (1-1), Sigthorsson - 18'/1°T (1-2)

INGLATERRA : Hart, Walker, Cahill, Smalling e Rose; Dier (Wilshere - intervalo), Dele Alli e Rooney (Rashford - 41'/2°T); Sturridge, Kane e Sterling (Vardy - 14'/2°T). Técnico : Roy Hodgson.

ISLÂNDIA : Halldórsson, Saevarsson, R. Sigurdsson, Árnason e Skúlason; Gunnarsson, G. Sigurdsson, Gudmundsson e Bjarnason; Sigthórsson (Bjarnason - 31'/2°T) e Bödvarsson (Traustason - 43'/2°T). Técnicos : Heimir Hallgrimsson e Lars Lagerbäck.