CARLOS ALBERTO VIEIRA
10/06/2016
18:04
Paris (FRA)

- Que a seleção da França nos dê um pouco de alegria neste jogo de estreia contra os romenos -, disse um torcedor entrevistado por um canal de TV ao ser perguntado sobre uma Eurocopa jogada no meio de tantos problemas que os franceses estão vivendo: medo de atentados durante a competição, as muitas greves previstas (neste momento os garis estão parados e a cidade começa a ficar muito suja).

E a alegria teve nome e sobrenome: Dimitri Payet. Com uma atuação espetacular, o jogador do West Ham deu o passe para o primeiro gol, em outras cinco oportunidades deixou os companheiros na cara do goleiro e, marcou um golaço aos 43 minutos da etapa final, garantindo a difícil vitória da França por 2 a 1 sobre a Romênia, na abertura da Euro-2016, nesta sexta-feira, no Stade de France. 

Em seguida, aos prantos, o jogador foi substituído. Apenas para receber a merecida ovação por ter sido tão decisivo numa partida em que tanto a França quanto a Romênia jogaram muito bem.

O JOGO

A Romênia começou melhor, buscando jogadas nas costas de Sagna e com uma chance de ouro desperdiçada por Stancu após cobrança de escanteio do camisa 10 Stanciu na qual o miolo de zaga francês bateu cabeça.

Porém, a partir dos dez minutos, com Pogba cadenciando o jogo e buscando lançamentos para Payet (o melhor do primeiro tempo) pelos flancos, a França equilibrou e lamentou enormemente quatro oportunidades desperdiçadas. Duas com Giroud, em passes de Payet, e duas vezes por Griezmann: uma bola na trave aproveitando erro de Chiriches e um chute de primeira - passe sob medida de Payet - que passou raspando.

A Romênia, marcando em linha e com o goleiro Tatarusanu muito nervoso, foi para o intervalo com um lucrativo 0 a 0.

No segundo tempo, quase um repeteco. A Romênia começou com tudo e Stancu, após cruzamento perfeito de Stanciu, entrou livre na área, matou no peito sem marcação, mas isolou.

Mas a França tinha um Payet inspirado e o camisa 8 tratou de fazer a diferença nas assistências. Primeiro, aos seis, recebeu pela esquerda, viu a entrada de Giroud e tocou para o atacante que chutou em cima do goleiro. Em seguida,  deixou a marcação nocauteada e tocou para Pogba chutar para defesaço de Tatarusanu.

De tanto martelar,  a França saiu na frente quando (adivinhe) Payet, só que agora pela direita cruzou para (adovinhe) Giroud finalmente acertar a cabeçada nas redes. No lance houve um toque do centroavante deslocando o goleiro gigantão Tataranu (1,98m). Mas  o juiz não viu irregularidade. 

A Romênia se desequilibrou  e quase levou o segundo gol. Mas ela não estava morta. Com bom toque de bola e sempre com Stancu centralizando as jogadas, acabou chegando ao empate antes dos 20 minutos. Stanciu sofreu pênalti de Evra. Stancu cobrou e desta vez não perdeu.

Daí para a frente o jogo ficou bem aberto. Se a França reclamou um pênalti (inexistente) em Giroud e assustou com Martial nos minutos finais, a Romênia teve muita qualidade na marcação, nos passes e soube fazer o tempo passar, sem deixar de atacar. Mas aos 43 minutos veio o golaço de Payet de fora da área para selar uma vitória que parecia impossível.

Que a seleção e Payet sigam dando alegrias ao cidadão francês, que  pode acordar neste sábado com a notícia de greve nos transportes e, se chover, novas inundações. E que a Romênia, com a sua animada torcida, repita o bom futebol.

FICHA TÉCNICA
FRANÇA 2 X 1 ROMÊNIA
EUROCOPA- 1ª RODADA - GRUPO A
DATA E HORA:
10/6/2016 - 16H (de Brasília)

ÁRBITRO: Viktor Kassai (HUN)
AUXILIARES: Gyorgi Ring e Vencel Toth (HUN)
CARTÕES AMARELOS: Giroud (FRA), Chiriches, Rat e Popa (ROM)

GOLS:
  Giroud, 12'/2ºT (1-0), Stanciu, 20'/2ºT (1-1), Payet, 43'/2ºT (2-1)

FRANÇA: Lloris; Sagna, Rami, Koscielny e Evra; Kanté, Pogba (Martial, 32'/2ºT), Matuidi e Griezmann (Coman, 21'/2ºT); Payet (Sissoko, 46'/2ºT) e Giroud. TEC: Deschamps

ROMÊNIA: Tatarusanu; Sapunaru, Chiriches, Grigore e Rat; Hoban e Pintilii; Popa (Torje, 36'/2ºT), Stancu e Stanciu (Chipciu, 26/1º); Andone (Alibec, 14'/2ºT). TEC: Anghel Iordanescu