Sergio Sasaki - Ginástica Artística Masculina do Brasil

Sérgio Sasaki representa o Brasil, hoje, no individual geral (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

LANCE!
10/08/2016
14:26
Rio de Janeiro

Os ginastas mais completos de todo o ciclo estarão na Arena Olímpica do Rio de Janeiro para as finais do individual geral masculino dos Jogos Olímpicos. Essa é a prova da modalidade que mais exige dos atletas, já que eles precisam ser eficientes e constantes em todos os aparelhos. Entre os 24 melhores do mundo, classificados para a decisão desta quarta-feira, das 16h às 18h45, estão Sérgio Sasaki - atleta da Equipe Furnas - e Arthur Nory Mariano, que, ao lado de Arthur Zanetti, Diego Hypolito e Francisco Barretto Júnior, conquistaram a inédita sexta colocação por equipe, na última terça-feira.

No individual geral, o melhor resultado brasileiro em Jogos Olímpicos foi o décimo lugar em Londres 2012, justamente com Sasaki. Na classificatória, o ginasta foi o oitavo, com 88,898 pontos. Nory ficou em 11º, com 88,465. Para o coordenador da Seleção de Ginástica Artística Masculina da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Leonardo Finco, será uma competição forte e difícil.

- Essa final terá uma série de ótimos ginastas. No caso do Sasaki, abrimos mão do Dragulescu carpado no salto por questão de segurança. Já o Nory, se fizer uma competição sem falhas, deve chegar aos 88,000 pontos, que é o que esperamos neste momento. Seguimos com o nosso planejamento, sem mudanças. Para a final, pedimos para eles trabalharem na qualidade das séries para não perderem na execução", analisou.

Sobre o inédito resultado por equipe, Leonardo avalia de forma mais do que positiva. "Foi uma competição parelha, mais do que tem sido ultimamente, e nós ficamos atrás apenas de países com muita tradição na ginástica. Pela primeira vez, chegamos com uma equipe completa, já entramos na final e conseguimos essa colocação. Foi excelente. Isso nos coloca dentro da elite do mundo. Entramos o ciclo na 13ª posição e terminamos na sexta, o que significa um crescimento muito grande", explicou.

Após o individual geral, serão as finais por aparelhos. Zanetti (15,533), quinto na classificatória, busca o bicampeonato olímpico nas argolas. Chico está classificado para a barra fixa (15,266), em quinto. Diego (15,500), em quarto, e Nory (88,898) estão no solo.

Seleção de Ginástica Artística Feminina: Nesta terça-feira (9), a Seleção de Ginástica Artística Feminina ficou na oitavo colocação por equipe, a mesma de Pequim 2008, a melhor da história da modalidade em Jogos Olímpicos. Nas decisões individuais, Rebeca Andrade, com 58,732 pontos na classificatória, e Jade Barbosa, com 56,499, fazem ainda a final do individual geral. Flávia, com 15,133, estará na da trave.

Programação

Quarta-feira (10)
16h às 18h45: final individual geral GAM (Sérgio Sasaki e Arthur Nory Mariano)

Quinta-feira (11)
16h às 18h10: final individual geral GAF (Rebeca Andrade e Jade Barbosa)

Domingo (14)
14h às 14h45: final solo GAM (Diego Hypolito e Arthur Nory Mariano)
14h45 às 15h30: final salto GAF
15h30 às 16h15: final cavalo com alças GAM
16h15 às 17h: final barras assimétricas GAF

Segunda-feira (15)
14h às 14h45: final argolas GAM (Arthur Zanetti)
14h50 às 15h35: final salto GAM
15h40 às 16h25: final trave GAF (Flávia Saraiva)

Terça-feira (16)
14h às 14h45: final paralelas GAM
14h45 às 15h30: final solo GAF
15h30 às 16h15: final barra fixa GAM (Francisco Barretto Júnior)