Seletiva Paralímpica no Parque Aquático Rio 2016

Daniel Dias conquistou dois ouros e um bronze na Seletiva para os Jogos (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB)

LANCE!
24/04/2016
18:44
Rio de Janeiro

Dois dos maiores nadadores paralímpicos brasileiros consolidaram o favoritismo neste domingo, no encerramento do Open Internacional Caixa Loterias de Natação. Andre Brasil e Daniel Dias, atleta da Equipe Furnas, levaram o ouro em suas classes nos 50m livre e fecharam a competição com boas expectativas para os meses que antecedem os Jogos Paralímpicos Rio-2016.

Somando as medalhas da dupla, nadadores brasileiros alcançaram hoje 13 medalhas, sendo três de ouro, quatro de prata e seis de bronze. Nos três dias de prova, o país chegou ao pódio 66 vezes: 14 vezes no primeiro lugar, 22 no segundo, e 30 no terceiro. O Open Internacional contou com a presença de 212 atletas de 19 países.

Daniel Dias competiu no Open com o objetivo de se aprimorar. O multimedalhista nadou apenas três provas - uma delas multiclasse - e fechou o evento com dois ouros e um bronze.

- Optei por três provas por ser uma competição curta, de três dias, e para não me cansar demais. O objetivo é nadar bem o europeu e lá, por ser um evento bem semelhante aos Jogos, vou nadar mais vezes. Em setembro temos um objetivo difícil, que é o quinto lugar no quadro de medalhas, então precisamos batalhar para isso, treinar muito e ajudar o Brasil nas Paralimpíadas - contou Daniel.

Andre Brasil teve grande destaque nos três dias de competição por vencer as cinco provas em que disputou. O renomado nadador, apesar disso, ressaltou que o objetivo ainda está para ser concluído nos Jogos, em setembro.

- Nosso trabalho está sendo feito por blocos. O primeiro foi no ano passado, no Mundial e nos Jogos Parapan-Americanos, depois fizemos um trabalho no fim do ano passado. Agora participamos deste evento-teste para chegarmos ao europeu, na próxima semana, em Portugal e acertarmos quase tudo para as Paralimpíadas - explicou.

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons, e o técnico-chefe da Seleção Brasileira, Leonardo Tomasello, dividem a mesma opinião sobre a preparação dos nadadores até o início do Rio-2016. Ambos concordam que estão avançando e que, em setembro, os atletas têm tudo para conquistar grandes resultados.

- Ainda teremos competições para os atletas buscarem seus índices. Os nadadores estão embarcando hoje a Portugal para o aberto europeu para isso. Observamos algumas marcas aqui no Open e não há nada que assuste os atletas que ainda não chegaram aos índices. Está tudo dentro do planejado e vão encarar uma competição mais forte agora. Depois, etapas nacionais, e tudo isso para que atinjam em setembro o auge da forma nesta temporada - analisou Parsons.

- Foi um bom início de trabalho nesta primeira seletiva. Ainda teremos outras competições. Saímos daqui com cinco atletas confirmados nos índices de convocação, outros ficaram muito próximos, apareceram alguns rostos novos e encerramos aqui com a esperança de que teremos uma seleção bem forte até o início dos Jogos. Vários atletas tiveram seus principais rivais estrangeiros neste Open, como Daniel Dias, Edênia Garcia, Talisson Glock, e isso ajuda eles a manter a força para melhorar a cada campeonato - completou Tomasello.

Confira as medalhas deste domingo:

Ouro
- Andre Brasil, nos 50m livre S10
- Daniel Dias, nos 50m livre S5
- Felipe Souza, nos 100m peito SB9

Prata
- Camille Rodrigues, nos 400m livre S9
- Roberto Alcalde, nos 100m peito SB5
- Phelipe Rodrigues, nos 50m livre S10
- Lucas Mozela, nos 100m peito SB9

Bronze
- Victor Nogueira, nos 400m livre S9
- Carlos Alberto Maciel, nos 100m peito SB8
- Arthur Pereira, nos 100m peito SB9
- Marcio Santos, nos 100m peito SB11
- Adriano Lima, nos 100m peito SB5
- Ronystony Cordeiro, nos 50m peito SB3