Diego Hypolito (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

Diego Hypolito estreia nesta quinta-feira na etapa de Cottbus da Copa do Mundo (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

LANCE!
30/03/2016
18:21
Rio de Janeiro

Medalha de ouro no solo e bronze no salto na primeira etapa da Copa do Mundo de Ginástica Artística, semana passada, em Doha, no Qatar, Diego Hypólito - atleta da Equipe Furnas e da Seleção Brasileira - busca mais um título na segunda etapa da competição, em Cottbus, na Alemanha, a partir desta quinta-feira.

Em Doha, as seleções masculina e feminina do Brasil conquistaram quatro pódios. Na Alemanha, Ângelo Assumpção, Diego Hypolito, Fellipe Arakawa e Henrique Flores irão em busca de mais medalhas por aparelhos. Ângelo irá competir no solo, salto, paralelas e barra fixa, Diego no solo e salto, Fellipe no cavalo com alças, argolas, paralelas e barra fixa, e Henrique no cavalo e argolas.

Diego saiu muito satisfeito do Qatar e, assim como no último fim de semana, o objetivo do experiente ginasta é melhorar a performance, já que está em preparação para os Jogos do Rio-2016.

- Minha série no primeiro dia em Doha foi muito boa e se eu conseguir fazer igual em Cottbus vou ficar bem satisfeito. O objetivo aqui é o mesmo, alcançar 15,400 no solo, acho que posso até fazer um pouco mais, mas se conseguir os 15,400 será satisfatório. No salto, a nota que tirei em Doha foi mais do que o esperado. Acho que se eu chegar a essa nota de novo vai ser muito bom - resumiu Diego.

Mesmo com uma concorrência pesada, o ginasta frisa que o mais importante é manter a consistência nas séries.

- Quero fazer uma boa competição, ficar satisfeito. Ainda estou em início de temporada, ainda tem muito para melhorar. O objetivo é competir bem. Fico feliz se a competição estiver mais forte, mas o objetivo aqui é cumprir as metas - reafirmou.

A etapa, que é uma das mais prestigiadas do calendário internacional, contará com atletas da África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, China, Croácia, Chipre, Espanha, Eslováquia, Eslovênia, Finlândia, Grã-Bretanha, Grécia, Hungria, Israel, Letônia, Lituânia, México, Noruega, Polônia, Suíça, Ucrânia e Uzbequistão.

O chefe de delegação Hilton Dichelli Júnior, acredita que os brasileiros podem fazer ainda melhor do que no último fim de semana.

- O nível da competição está bem alto. Mas acredito que vamos fazer uma competição melhor do que em Doha. Os atletas trabalharam bem durante os treinos e estamos buscando apresentações com uma preocupação ainda maior com a execução. Estamos procurando solucionar erros cometidos em Doha para que possamos alcançar notas finais mais altas. No nível da ginástica atual, qualquer décimo faz a diferença - encerrou.

Além de Hilton, os atletas estão acompanhados pelos técnicos Antônio Lameira e Fernando Lopes e pela fisioterapeuta Isabel Rosa. A delegação conta também com o árbitro Rodrigo Caron.

Programação
*Horário de Brasília

Quinta-feira (31/03)
11h30 às 14h30 - Qualificatórias (solo, cavalo com alças e argolas)

Sexta-feira (1/04)
11h30 às 14h30 - Qualificatórias (salto, paralelas e barra)

Sábado (2/04) - finais
9h - solo
9h40 - premiação solo
9h45 - cavalo com alças
10h50 - premiação cavalo com alças
11h05 - argolas
11h50 - premiação argolas

Domingo (3/04) - finais
9h10 - salto
9h55 - premiação salto
10h10 - paralelas
11h10 - premiação paralelas
11h20 - barra fixa
11h55 - premiação barra fixa