Pedro Solberg e Evandro comemoram ponto na Rússia  (Foto: Divulgação/FIVB)

Pedro Solberg e Evandro jogam em Hamburgo, de olho nos prováveis rivais olímpicos  (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
06/06/2016
15:03
Rio de Janeiro

A disputa do Major Series de Hamburgo, na Alemanha, a partir desta quarta-feira, será a última parada do Circuito Mundial 2016 a contar pontos ao ranking olímpico. Apesar de as duplas brasileiras nos Jogos do Rio já terem sido definidas desde o ano passado (Alison/Bruno Schmidt e Evandro/Pedro Solberg), o primeiro Major da temporada pode alterar a participação de duplas estrangeiras na lista de classificados aos Jogos de 2016. O Brasil terá 10 duplas na disputa, sendo oito delas direto na fase de grupos.  Bruno Schmidt, Evandro e Pedro Solberg são atletas da Equipe Furnas.

Será a primeira vez que Hamburgo recebe uma etapa do torneio internacional. O Brasil terá cinco duplas no torneio masculino. Além das duas parcerias representantes na Olimpíada, Álvaro Filho/Vitor Felipe (PB) e Ricardo/André Stein (BA/ES) partem direto da fase de grupos. Guto e Saymon (RJ/MS) buscam a vaga no qualificatório amanhã.

No torneio feminino, o Brasil terá as representantes olímpicas Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ) e Larissa/Talita (PA/AL), além de Juliana/Taiana (CE) e Lili/Maria Elisa (ES/PE), direto na fase de grupos, também a partir de quarta-feira (08.06). Já Duda/Elize Maia (ES/SE) partem do qualificatório amanhã, em busca de uma vaga na fase principal.

Os jogos da fase de grupos começam na quarta-feira, com 32 times (em cada naipe) divididos em oito grupos de quatro duplas. Elas jogam entre si com os primeiros colocados indo direto às oitavas de final (Round 2). Segundos e terceiros de cada chave disputam uma rodada eliminatória a mais, a repescagem (Round 1).

O Major Series de Hamburgo será a última etapa do Circuito Mundial a contar pontos para o ranking olímpico. Os primeiros 15 times da lista (respeitando o limite máximo de duas duplas por país), garantem vaga nos Jogos de 2016. O Brasil fica fora da conta, pois conquistou uma das vagas por ser país sede e a outra ao vencer o Campeonato Mundial.

Duas duplas ainda sonham em entrar no ranking masculino, os mexicanos campeões pan-americanos Virgen e Ontiveros, e os canadenses Josh Binstock/Sam Schachter. No feminino, três times ainda possuem chances de classificação, dependendo de uma combinação de resultados: as russas Ekaterina Birlova/Evgeniya Ukolova, Linline Matauatu/Miller Pata de Vanuatu, e as finlandesas Taru Lahti/Riikka Lehtonen.

O Brasil lidera o quadro de medalhas em etapas do Circuito Mundial realizadas na Alemanha. Até hoje foram realizados 15 eventos no naipe masculino e outros nove no feminino, todos na capital Berlim. Os brasileiros possuem 19 medalhas no masculino (nove ouros, quatro pratas e seis bronzes) e nove medalhas no feminino (quatro ouros, três pratas e dois bronzes). Após a parada na Alemanha, o tour mundial segue para o Grand Slam de Olsztyn, na Polônia.

CONFIRA A LISTA DE TODOS OS CAMPEÕES NA ALEMANHA

Masculino
1995 - Berlim - Kvalheim/Maaseide (NOR)
1996 - Berlim - Child/Heese (CAN)
1997 - Berlim - Zé Marco/Emanuel (BRA)
1998 - Berlim - Hoidalen/Kjemperud (NOR)
1999 - Berlim - Zé Marco/Ricardo (BRA)
2001 - Berlim - Prosser/Zahner (AUS)
2002 - Berlim - Pará/Harley (BRA)
2003 - Berlim - Harley/Franco (BRA)
2004 - Berlim - Dieckmann/Reckermann (ALE)
2005* - Berlim - Márcio/Fábio Luiz (BRA)
2007 - Berlim - Márcio/Fábio Luiz (BRA)
2008 - Berlim - Ricardo/Emanuel (BRA)
2012 - Berlim - Alison/Emanuel (BRA)
2013 - Berlim - Evandro/Vitor Felipe (BRA)
2014 - Berlim - Hyden/Bourne (EUA)

Feminino
2000 - Berlim - May/McPeak (EUA)
2003 - Berlim - Ana Paula/Sandra Pires (BRA)
2004 - Berlim - Shelda/Adriana Behar (BRA)
2005* - Berlim - Walsh/May (EUA)
2007 - Berlim - Walsh/May (EUA)
2008 - Berlim - Walsh/May (EUA)
2012 - Berlim - Juliana/Larissa (BRA)
2013 - Berlim - Talita/Taiana (BRA)
2014 - Berlim - Kolocova/Slukova (CZE)
* Campeonato Mundial