Pedro Solberg

Pedro Solberg e Evandro disputam torneio na cidade polonesa de Olsztyn (Foto: Matheus Vidal/CBV)

LANCE!
15/06/2016
18:16
Rio de Janeiro

O Brasil terá força máxima no Grand Slam de Olsztyn, na Polônia, com cinco duplas. Nesta quarta-feira, Guto/Saymon (RJ/MS) e Ricardo/André Stein (BA/ES) venceram seus jogos pelo torneio qualificatório e avançaram à fase de grupos do torneio.

Atletas da Equipe Furnas Bruno Schmidt (DF) - que faz dupla com Alison (ED) - e Evandro/Pedro Solberg (RJ), além de Álvaro Filho/Vitor Felipe (PB) já estavam classificados pela pontuação no ranking de entradas. As partidas entre quinta e sexta-feira. Repescagem, oitavas e quartas de final serão disputadas no sábado, enquanto as semifinais e a final serão realizadas no domingo.

Guto e Saymon, cabeças de chave número 1 do qualificatório, entraram em quadra apenas uma vez, passando da primeira rodada por bye. Horas depois, venceram os letões Solovejs e Smedins por 2 sets a 1 (26/28, 21/15, 17/15), conquistando a vaga após 50 minutos de jogo.

Eles estão no grupo C onde enfrentam os compatriotas Ricardo/André, também vencedores do qualificatório, os norte-americanos Gibb/Patterson e os espanhóis Marco/García.

Ricardo e André Stein também só entraram em quadra na segunda rodada do qualificatório. Os cabeças de chave número 2 da seletiva superaram os austríacos Koraimann e Müllner por 2 sets a 0 (21/16, 23/21), em 35 minutos, para conquistar a vaga.

Os campeões mundiais Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) estão no grupo B, onde encaram os poloneses Kadziola/Szalankiewicz, os gêmeos italianos Matteo e Paolo Ingrosso e os austríacos Winter/Petutschnig.

Evandro e Pedro Solberg (RJ) caíram na chave G e terão pela frente os poloneses Fijalek/Prudel, os noruegueses Hordvik/Usken e os suíços Beeler/Strasser. Já Álvaro Filho/Vitor Felipe (PB) estão no grupo E onde encaram os canadenses Schalk/Saxton, os norte-americanos Allen/Brunner e os israelenses Faiga/Hilman.

O Brasil lidera o quadro de medalhas em etapas do Circuito Mundial realizadas na Polônia. Até hoje foram realizados 15 eventos no naipe masculino e outros 12 no feminino. Os brasileiros possuem 17 medalhas no masculino (nove ouros, quatro pratas e quatro bronzes) e 16 medalhas no feminino (nove ouros, uma prata e seis bronzes).

A etapa de Olsztyn dará 57 mil dólares às duplas campeãs, distribuindo 800 mil dólares em premiações no total. Os campeões somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial. Após a parada na Polônia, o tour mundial segue para o Major Series de Porec, na Croácia.