Velejadoras Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan

Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan estão na França (Foto: Reprodução/Facebook)

LANCE!
30/04/2016
16:59
Rio de Janeiro

O domingo pode ser o dia de medalhas para o Brasil na tradicional etapa de Hyères (França) da Copa do Mundo da Federação Internacional de Vela (ISAF).

Campeãs em Hyères em 2013 e 2015 na classe 470, Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan, atleta da Equipe Furnas, se classificaram para a regata da medalha na terceira posição, com 38 pontos perdidos. Elas ficaram apenas quatro pontos atrás das líderes, as francesas Camille Lecointre e Hélène Defrance. Em segundo, com 35, estão as britânicas Hannah Mills e Saskia Clark.

- Estamos muito felizes pela nossa última competição internacional antes dos Jogos Olímpicos. Vamos participar da regata da medalha com possibilidade de defender nosso título do ano passado - afirmou Fernanda, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008, na classe 470 feminina ao lado de Isabel Swan.

Na atual temporada, Fernanda e Ana foram ao pódio em quatro das cinco competições que disputaram até o momento.

A disputa por um lugar no pódio será realizada neste domingo, a partir das 6h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo canal da World Sailing no YouTube (https://youtu.be/8HNURakIT7o).

Na 49erFX, Martine Grael e Kahena Kunze, campeãs em Hyères em 2014 e prata no ano passado, passaram em segundo para a regata da medalha, com 58 pontos perdidos. Em primeiro ficaram as suecas Lisa Ericson e Hanna Klinga, que também somaram 58 e levaram vantagem sobre as brasileiras no critério de desempate.

Jorge Zarif também se garantiu na regata da medalha. Na classe Finn, o campeão mundial em 2013 se classificou em sexto, com 43 pontos perdidos. Em primeiro está o australiano Jake Lilley, com 28 pontos perdidos, em segundo o norueguês Anders Pedersen, com 35, e em terceiro o croata Ivan Kljakovic Gaspic, com 36. Como a regata da medalha tem pontuação dobrada, o brasileiro tem chance de alcançar o pódio.

O Brasil também terá representantes em mais duas regatas da medalha. Na RS:X feminina, Patricia Freitas passou em oitavo, com 106 pontos perdidos. A líder é a polonesa Zofia Noceti-Klepacka, com 35. Na Nacra 17, Samuel Albrecht e Isabel Swan ficaram em nono, com 118 pontos perdidos. Em primeiro passaram os britânicos Ben Saxton e Nicola Groves, com 73.

Não disputam a regata da medalha Marco Grael e Gabriel Borges, que terminaram a 49er em 13º, com 153.20 pontos perdidos; Ricardo Winicki, o Bimba, outro atleta da Equipe Furnas, que ficou em 14º na RS:X masculina, com 118 pontos perdidos; Fernanda Decnop, 28ª colocada na Laser Radial, com 159 pontos perdidos; e Bruna Martinelli, que terminou em 40ª na RS:X feminina, com 293 pontos perdidos.

No total em etapas da Copa do Mundo (desde 2009), o Brasil soma 37 medalhas, sendo 19 de ouro, nove de prata e nove de bronze.