Evandro e Pedro Solberg (Foto:AFP)

Pedro Solberg e Evandro levaram a melhor no no critério de desempate (Foto:AFP)

LANCE!
11/08/2016
20:10
Rio de Janeiro

Os brasileiros Evandro e Pedro Solberg, que fazem parte da Equipe Furnas, deixaram a pressão de lado e evitaram nesta quinta-feira uma eliminação precoce nos Jogos Olímpicos Rio-2016 no vôlei de praia. Eles venceram, eliminaram os letões Samilovs/Smedins por 2 a 1, parciais de 21-16, 20-22 e 15-7, em Copacabana, e avançaram às oitavas de final na segunda colocação do Grupo D.

O resultado deixou as duas duplas empatadas na chave com quatro pontos, assim como a parceria canadense Schalk/Saxton. Os brasileiros terminaram a primeira fase com melhor desempenho no critério de desempate (saldo de pontos). Com isso, não precisarão passar à repescagem. Os cubanos Diaz e Gonzalez, com seis, acabaram no topo.

O adversário de Pedro e Evandro nas oitavas de final será definido em sorteio dirigido, realizado ainda na noite desta quinta-feira. Os brasileiros podem encarar os primeiros colocados dos Grupos E e F, ou qualquer outra dupla classificada em segundo lugar nos demais grupos.

Os brasileiros haviam acumulado derrotas para os demais oponentes e chegaram para a partida com a corda no pescoço. Sempre alertavam que, apesar da situação, se apagavam ao histórico de reações em outros torneios.

- A gente sabia que ganhar era suficiente para continuar no torneio. Claro que, desde que a gente não perdesse um set por uma diferença absurda. Agora é pensar na etapa eliminatória, mas o mata-mata para a gente até começou antes. Hoje já foi mata-mata. Fizemos uma boa primeira fase, tivemos chances de ganhar nossas partidas anteriores, mas não demos sorte - comentou Pedro.

Evandro também destacou o bom desempenho da dupla nos duelos anteriores, apesar de uma vitória só, justamente no último jogo da primeira fase.

- A gente queria passar, importante era sair da chave, que era muito dura. Sei que meu saque entrou, fico muito à vontade para arriscar, o Pedro me dá uma liberdade imensa. Chega para mim e fala: ‘vai lá e saca’. E eu vou. Agora é pensar no próximo adversário. Os resultados até agora mostram que aqui não tem favorito, tenho dito isso - disse Evandro.

Todas as quatro duplas do Brasil avançaram. Além de Pedro e Evandro, Alison/Bruno Schmidt, Larissa/Talita e Ágatha/Bárbara Seixas já haviam assegurado a vaga. Bruno também faz parte da Equipe Furnas.