icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
25/08/2015
22:58

Insatisfeitos com o desempenho do Cruzeiro na temporada, cerca de 150 torcedores foram à porta do parque esportivo do Cruzeiro, no Barro Preto, nesta terça-feira, protestar contra a atual situação do clube. Além de mudanças na gestão, a torcida, que compareceu à manifestação, pediu a saída do treinador Vanderlei Luxemburgo e do diretor de futebol Isaías Tinoco.

No início da noite, a movimentação se iniciou e foi ganhando contornos de protesto com a chegada de mais torcedores. Os presentes levaram faixas - que pediam a saída de Luxa e Tinoco -, bandeiras e bateria. A passeata saiu do clube social até a sede administrativa. O hino do clube foi entoado durante a manifestação, que foi organizada por uma das torcidas uniformizadas do clube.



O protesto retornou à portaria do clube social. Alguns torcedores tentaram subir o muro para ofender os conselheiros cruzeirenses, que estavam em uma tradicional reunião semanal.

Cânticos direcionados para o presidente do clube, Gilvan Pinho de Tavares, foram entoados. A Polícia Militar acompanhou toda a movimentação dos torcedores, que foi pacífica, e não relatou nenhuma ocorrência.


Insatisfeitos com o desempenho do Cruzeiro na temporada, cerca de 150 torcedores foram à porta do parque esportivo do Cruzeiro, no Barro Preto, nesta terça-feira, protestar contra a atual situação do clube. Além de mudanças na gestão, a torcida, que compareceu à manifestação, pediu a saída do treinador Vanderlei Luxemburgo e do diretor de futebol Isaías Tinoco.

No início da noite, a movimentação se iniciou e foi ganhando contornos de protesto com a chegada de mais torcedores. Os presentes levaram faixas - que pediam a saída de Luxa e Tinoco -, bandeiras e bateria. A passeata saiu do clube social até a sede administrativa. O hino do clube foi entoado durante a manifestação, que foi organizada por uma das torcidas uniformizadas do clube.



O protesto retornou à portaria do clube social. Alguns torcedores tentaram subir o muro para ofender os conselheiros cruzeirenses, que estavam em uma tradicional reunião semanal.

Cânticos direcionados para o presidente do clube, Gilvan Pinho de Tavares, foram entoados. A Polícia Militar acompanhou toda a movimentação dos torcedores, que foi pacífica, e não relatou nenhuma ocorrência.