Lance polêmico entre Cássio e Ábila

Reprodução L!TV

RADAR/LANCE!
09/08/2016
07:18
São Paulo(SP)

No empate em 1 a 1 entre Corinthians e Cruzeiro, nesta terça-feira, pela 19° rodada, no Pacaembu, um lance causou a revolta dos dirigentes, torcedores e jogadores cruzeirenses. Aos sete minutos do primeiro tempo, o goleiro do Corinthians, Cássio, cometeu um pênalti evidente no atacante Ábila. 

Um dos primeiros a reclamar do paraense Dewson Freitas, o árbitro da partida, foi o atacante cruzeirense Rafael Sóbis, que soltou o verbo ainda na saída para o intervalo, em entrevista ao canal por assinatura SPORTV.

 -Precisamos jogar contra o juiz também, porque ele está de palhaçada- disse o atacante.

 
Protesto 

O Vice-presidente de Futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, afirmou que o clube irá à CBF fazer um protesto formal contra a arbitragem de Dewson Freitas.  Vice-presidente de futebol do clube celeste, Bruno Vicintin disse após o jogo que um protesto formal será realizado na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

-Tenho evitado falar pelo momento que o Cruzeiro vive. É momento de trabalhar e não ficar aparecendo, porém, o Cruzeiro se sente extremamente prejudicado no jogo de hoje. São dois pontos que escaparam da gente. Um pênalti que eu, da cabine de rádio, não tive dúvidas nenhuma e até acho que o Cássio deveria ter sido expulso. Seria um novo jogo, o Corinthians com 10 jogadores-afirmou o dirigente

 -O que o Cruzeiro pode fazer é mandar nosso diretor amanhã para se encontrar com o Sérgio Corrêa, queríamos acreditar que foi um erro grosseiro de um árbitro Fifa, queremos não acreditar que é nada político contra o Cruzeiro. Mas tenho que falar, em nome da diretoria, que estamos alertas para que isso não aconteça- completou.