Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro (Foto: Divulgação)

Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro (Foto: Divulgação)

RADAR
23/11/2017
17:03
Belo Horizonte

O presidente do Cruzeiro garantiu que a Raposa já tem o dinheiro para pagar os salários atrasados do mês de outubro. Segundo o Site do Globoesporte, Gilvan de Pinho Tavares afirmou que quantia da venda de Diogo Barbosa (algo em torno de R$ 4,8 milhões) foi depositada na conta do clube na última quarta-feira e será juntada ao montante que o Cruzeiro já possuía em caixa para quitar os salários atrasados do clube mineiro.

- Deve ter sido pago hoje (quarta-feira). Nós ficamos dependendo de depósito de dinheiro na nossa conta e, por causa do acerto que tinha que fazer com a parte que tinha do percentual maior do atleta (Diogo Barbosa), com a parcela que tinha que ser pago até dezembro. Essas parcelas dos 700 mil euros faltavam pagar as parcelas de novembro e dezembro. Tinha que abater, esperamos fazer esse abatimento. Foi feito o acerto de contas hoje, depositado na conta do Cruzeiro. O diretor financeiro disse que o dinheiro entrando na conta, iria fazer o pagamento, para completar e pagar a folha.

Gilvan foi perguntado, novamente, se teria dificuldade para pagar os salários de novembro, dezembro, férias e 13º salários dos jogadores do Cruzeiro.

- Esse mês foi completamente atípico da história do Cruzeiro e espero que só seja esse.

O presidente declarou que não pensa em vender um novo jogador até o fim da sua administração, mas enfatizou que a decisão não cabe somente a ele.

- Não estou tentando vender jogador nenhum, estou tentando deixar o elenco todo para a nova diretoria. Mas, às vezes, a situação do jogador não depende do presidente. Depende do jogador, empresário. Às vezes, a proposta que chega, você não tem como segurar.