LANCE!
27/07/2016
14:53
Belo Horizonte

Barbudo, Mano Menezes está retornando ao Cruzeiro após sete meses no futebol chinês. No início da tarde desta quarta-feira, o treinador concedeu a sua primeira entrevista coletiva e, confiante na recuperação celeste no Brasileirão, já até apontou um caminho: ajustes em pequenos problemas.   

 -Não farei grandes alterações num primeiro momento, pois é muito arriscado. Mas vamos mudar posicionamento tático e conversar com os jogadores. Esses pequenos ajustes são os primeiros passos. O Cruzeiro precisa de pequenos ajustes de estratégia e com relação à parte defensiva. Em curto prazo poderemos colher resultados melhores. Em termos de criação, a produção é boa. Agora é passar tranquilidade aos jogadores.

O novo treinador cruzeirense também comentou sobre a sua saída do futebol chinês e o fraco desempenho que teve por lá. Ele indicou o idioma e a maneira de jogar como os principais vilões do seu insucesso. 

- A gente tem uma ideia, olhando de longe, que o futebol na China é abaixo da nossa realidade. Quando você está lá, descobre que não é bem assim. A disputa da Champions da Ásia mostra novas maneiras de jogar. E a dificuldade de comunicação indica outra maneira de falar com os jogadores. Você fala menos, até porque não entende nada (risos). Não sei se passei muitas coisas para os chineses, mas voltei melhor de lá. Uma parte do trabalho foi muito boa, pois o clube se classificou na Champions. Mas não fomos bem no Campeonato Chinês.  

De forma bem humorada, o treinador também comentou que,  caso recebesse uma nova proposta da China, não aceitaria. 

- Já estou satisfeito com os milhões que ganhei lá.

 Sob o seu comando, o atacante Willian, desde 2013 no Cruzeiro, viveu um dos melhores momentos com a camisa celeste. Agora, reencontrando o camisa 9, a ideia é fazer com que o atacante jogue mais centralizado.

 -Meu objetivo é repetir as coisas que deram certo no comando anterior. Não vejo o Willian como jogador de beirada de campo mais. É um jogador centralizado, que define muito bem. Quanto mais ele estiver perto da área, melhor será. É assim que penso, é assim que vou enxergar o aproveitamento dele.