Paulo Bento, técnico do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press)

Paulo Bento, técnico do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press)

RADAR/LANCE!
12/07/2016
14:05
Belo Horizonte(MG)

O treinador Paulo Bento afirmou que a derrota de 3 a 0 do Cruzeiro para o Atlético-PR, nesta segunda-feira, foi injusto. O comandante também afirmou que o time celeste sentiu o gol e jogou fora as oportunidades de reação. 

 - Até os 20 minutos da segunda parte criamos oportunidades suficientes para termos ganhado o jogo. Foram demasiadas situações de gol e demasiado domínio. Não fizemos o gol, mas ainda controlamos. Depois, com a desvantagem de 1 a 0, perdemos o controle do jogo e sentimos o gol que sofremos. O 2 a 0, depois, foi golpe muito duro na parte mental para a nossa equipe. Ainda tivemos uma situação de fazer 2 a 1, não conseguimos, aí sim perdemos completamente o controle que tínhamos. 

O treinador, que é português, afirmou que não enxerga muitas difrerenças entre o atual futebol europeu e o sul-americano. Por fim, mostrou-se indiferente com os gritos de "burro" e afirmou estar satisfeito com o desempenho dos seus jogadores. 

 -Não acho que haja diferenças entre aquilo que é futebol europeu, futebol sul-americano. É assim em todo lugar. Estou onde queria estar, sei o que as pessoas pretendem, em termos gerais, para o clube, sei que os resultados não estão dentro daquilo que esperávamos até aqui, mas essas situações são iguais para todo lado. A função do treinador é a mais volátil que há no mundo. Numa situação como essa, mais ainda. Respeito as opiniões, embora não concorde com algumas delas. O que posso dizer é que me dedico ao clube o maior tempo possível, em termos organizacionais, etc. nunca gastei tanto tempo como estou gastando aqui. Estou satisfeito com os jogadores, com a postura deles. Agora vamos procurar estruturar o clube da melhor maneira possível. Estou com consciência tranquila por tudo que tenho feito, assim como minha equipe. 

A goleada sofrida em casa para o Atlético-PR expõe um problema cruzeirense neste Campeonato Brasileiro: o mau desempenho do time como mandante. Em sete jogos, foram três derrotas e três empates. A única vitória veio justamente em cima do líder do campeonato, o Palmeiras. Tais resultados colocam o Cruzeiro em 15°, com 15 pontos, a mesma pontuação do Figueirense, o primeiro time dentro da zona de rebaixamento. 

Neste domingo, a Raposa terá nova oportunidade de reação. Desta vez, fora de casa, onde tem apresentado melhores resultados, contra o Fluminense, às 16h, em Edson Passos.