Rafael, goleiro do Cruzeiro (Foto: Alexandre Loureiro/Light Press)

(Foto: Alexandre Loureiro/Light Press)

LANCE!
26/10/2016
17:41
Belo Horizonte(MG)

O bom retrospecto do Cruzeiro diante do Grêmio, adversário desta quarta-feira na Copa do Brasil, em mata-matas não fará a Raposa entrar em campo "desligada". Pelo contrário. É atenção redobrada. Quem garantiu isto foi o goleiro Rafael.

 - É um jogo que dispensa comentários e será disputado o tempo inteiro. Tenho certeza que será um confronto entre duas equipes taticamente preparadas, cujos detalhes podem ser resolvidos na bola parada. Os dois times entrarão com nível alto de concentração e a partida pode ser decidida em detalhes. Cada bola será válida- afirmou o camisa 12 em entrevista ao site oficial do time.

 -Acho que o retrospecto tem que ser valorizado, afinal, todos os jogadores que passaram pelo Clube e conseguiram essa marca fizeram muito pela camisa do Cruzeiro. Mas, estes números não influenciam no agora, pois cada jogo é uma história diferente. O que passou não entra em campo. Nós precisamos fazer a história novamente-completou. 

O "azul de Minas"  e o "azul do Rio Grande do Sul" já se enfrentaram em quatro oportunidades em confrontos eliminatórios: Taça Brasil de 1966, Final da Copa do Brasil de 1993 e nas Libertadores de 1997 e 2009. 

Por fim, Rafael também comentou sobre o grande momento que vive no clube. Ele vem substituindo o ídolo Fábio, fora desde agosto, à altura. Ele buscou dividir o bom momento com o resto do grupo.  

 -Fico feliz por ajudar o Cruzeiro. Mas, como sempre falo, no futebol não há como avaliar individualmente. É um jogo coletivo. O goleiro depende de outros dez atletas que estão à frente. Entrei em um momento difícil, mas a equipe teve crescimento e isso foi importante- completou.