Geraldo Delamore - Técnico interino do Cruzeiro
RADAR/LANCE
06/05/2016
12:43
Belo Horizonte (MG)

O Cruzeiro venceu o Campinense por 3 a 2 e se classificou para segunda fase da Copa do Brasil. No entanto, o desempenho da equipe, mais uma vez, não agradou e deixou seu torcedor impaciente no Mineirão. Apesar do triunfo, os pouco mais de 10 mil presentes vaiaram a equipe, que levou sustos e teve sua classificação ameaçada. Na coletiva de imprensa após o jogo, o técnico interino Geraldo Delamore citou o lado emocional dos jogadores para explicar o rendimento abaixo do esperado diante do clube paraibano.

- O emocional pesa muito. É o componente emocional relativo ao jogo. Você não pode errar. Eles fizeram 1 a 1, nós fizemos 3 a 1, eles foram felizes ao fazer o segundo gol. O fator emocional é com relação à partida, e não ao ambiente de trabalho – comentou o treinador.

Ainda sem contar com o sucessor de Deivid, o Cruzeiro seguirá treinando com Delamore na Toca da Raposa. Questionado sobre a possibilidade de comandar o time mais uma vez, o interino evitou falar sobre o assunto. Fora das quatro linhas, a diretoria continua sua busca por um novo comandante. No entanto, não é certo que o anúncio saia ainda antes desse final de semana. Na próxima terça-feira, o clube volta ao campo de jogo para visitar o Londrina, pela segunda fase da Copa do Brasil.

- Só tenho condições de pensar no próximo jogo se a direção entender que serei o técnico. Sou funcionário do Cruzeiro. Aquilo que é melhor para o Cruzeiro, é melhor para mim. Estou muito bem. Sigo a determinação da direção de acordo com a preferência dela – completou.