Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro (Foto: Divulgação)

Gilvan de Pinho Tavares sofre forte pressão da torcida (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
30/05/2016
15:58
Rio de Janeiro (RJ)

O Cruzeiro teve uma manhã agitada nesta segunda-feira. E o presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares, esteve nos centro das atenções em dois pontos distintos: no treino da equipe celeste e no protesto ocorrido em frente à sede administrativa do clube mineiro.

Cerca de 40 torcedores se reuniram no local para cobrar reforços além de reação da equipe celeste, que ainda não venceu neste Brasileiro e está na zona de rebaixamento. Além disso, pediram a saída de Gilvan além de posicionamento contra a atual cúpula de futebol da Raposa.

Alheio ao fato, Gilvan, o vice de futebol, Bruno Vicinti, e o diretor de futebol Thiago Scuro, acompanharam a reapresentação do elenco do Cruzeiro após o empate no clássico de sábado contra o América-MG. As novidades ficaram por conta de Rafael Silva e Mayke, que deixaram o departamento médico.

Vale lembrar que o técnico Paulo Bento, expulso na rodada do fim de semana, não estará no banco de reservas na partida diante do Botafogo, nesta quarta-feira, às 21h45, no Mané Garrincha.