Gilvan de Pinho Tavares (foto:Divulgação)

Gilvan de Pinho Tavares: 'Essas coisas deixam a gente descrente com quem lida com o futebol' (foto:Divulgação)

RADAR / LANCE!
26/01/2016
12:11
Belo Horizonte (MG)

A festa de inauguração do Campeonato Mineiro foi ofuscada pelas reações de Cruzeiro e Atlético-MG à Primeira Liga. Na noite de segunda-feira, o presidente da Liga, Gilvan de Pinho Tavares não poupou críticas à CBF pelo veto à competição:

- Essas coisas tornam a gente descrente com pessoas que estão lidando com o futebol brasileiro. É bom que grandes clubes brasileiros estão sendo dirigidos por pessoas novas, diferentes, que estão chegando para consertar o futebol brasileiro. Isso que está acontecendo é uma vergonha.

Em seguida, o presidente do Cruzeiro lamentou o fato de a CBF ter se posicionado apenas a dois dias do início da Primeira Liga:

- Isso não é coisa de gente séria.

Gilvan de Pinho Tavares ainda ratificou que não há necessidade de uma autorização oficial da CBF para a Primeira Liga acontecer. O presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno também garantiu a realização do duelo entre Galo e Flamengo:

- Nem discuto mais. Respeito o torcedor, vendemos ingressos, o torcedor está esperando o jogo com o Flamengo, acertamos datas com Figueirense e América-MG, não é possível mudar isso, ter posicionamento contrário faltando 48 horas. Não é questão de bater de frente (com a CBF), isso foi definido, tivemos reunião pesada no Rio no fim de dezembro. Ali foi determinante para a continuidade dos trabalhos. Todos foram unânimes de que iam jogar.

O presidente do América-MG, Alencar da Silveira, bancou a participação do clube na Primeira Liga. Aos olhos do dirigente, o abandono à competição seria falta de profissionalismo:

- Também acho que os jogos vão acontecer. Tem seriedade na coisa. São profissionais que trabalharam seis meses para fazer a competição e dar um bom espetáculo para o torcedor. Isso é falta de atenção, de consideração com os clubes participantes. Como se muda a regra do jogo depois que os ingressos foram vendidos, os patrocínios vendidos e os contratos assinados? A posição do América, assim como de todos, é de jogar a Liga.