RADAR / LANCE!
24/08/2016
17:40
Belo Horizonte (MG)

A bola só voltará a rolar para o Brasileirão no fim de semana, mas a 22ª rodada já foi antecedida por uma polêmica em torno de arbitragem. Após seis anos, Sandro Meira Ricci (Fifa/SC) voltará a apitar uma partida do Cruzeiro, neste domingo, diante do Santa Cruz, às 11h. A notícia não foi bem recebida por cruzeirense, que já garantiram que o recepcionarão  com "hostilidade" no Mineirão.

O "reencontro" acontecerá após a grande polêmica do embate entre a equipe celeste e o Corinthians, na edição de 2010 da competição nacional. Além de questionar o pênalti marcado após a dividida entre Gil e Ronaldo (que culminou no gol da vitória corintiana por 1 a 0, marcado pelo Fenômeno), a Raposa questionou duas penalidades e uma série de lances.

O jogo trouxe a expulsão de Fabrício e a bronca de Cuca, então técnico da equipe mineira. O então dirigente do Cruzeiro, Zezé Perrela, distribuiu ofensas e o acusou de estar "comprado" pelo Timão.

Em meio às polêmicas em torno de Ricci, ex-árbitros exaltam sua postura em campo. Comentarista da Rede Globo, Leonardo Gaciba diz que a experiência é um dos trunfos do juiz:

- Ele é experiente, e quando representou o Brasil na Copa do Mundo e na Olimpíada, mostrou-se apto e fantástico para conduzir os jogos. Esta experiência, inclusive, contribuirá muito para que não se deixe levar por eventuais pressões no Mineirão - disse, ao LANCE!.

Gaciba minimiza a polêmica de Ricci com a torcida do Cruzeiro:

- Polêmicas sempre vão acontecer. Seja com lance de dupla interpretação, ou em torno de clubes. Cabe ao árbitro não se deixar influenciar.

Especialista em Arbitragem da Academia LANCE!, José Roberto Wright também valoriza o desempenho de Sandro Meira Ricci e acha justo este reencontro:

- Trata-se de um bom árbitro, com experiência de Copa do Mundo, e que, inclusive demorou a voltar a apitar jogos do Cruzeiro.  Depois da Copa vem alternando bons e maus momentos, mas sua atuação é acima da média.

Em relação às polêmicas envolvendo Ricci (veja algumas na galeria), Wright também minimiza atritos:

- Qual árbitro não lidou com polêmica com algum clube? Erros acontecem,  cabe ao árbitro saber lidar com eles.