Edilson

Divulgação Cruzeiro

LANCE!
12/01/2018
19:50
Belo Horizonte (MG)

Um dos reforços cruzeirenses para a temporada 2018, o lateral direito Edilson foi apresentado oficialmente na tarde desta sexta-feira, na Toca da Raposa II. Acompanhado pelo presidente Wagner Pires de Sá e pelo diretor de futebol Marcelo Djian, o jogador agradeceu o esforço da diretoria para contratá-lo e enfatizou que pretende conquistar títulos vestindo a camisa celeste. 

- A minha vinda para o Cruzeiro se deu por diversos motivos, entre eles a vontade do presidente Wagner, do Itair e do Marcelo em conjunto, além do próprio Mano em contar comigo. Tudo isso me fez ter esse desafio novo na minha carreira. Eu poderia ficar estacionado nos títulos que conquistei lá no Grêmio, com a moral que eu tinha. Pelo esforço que fizeram por mim, pelas contratações, a base de grandes jogadores, isso nos deixa fortes. Tenho certeza que aqui vou brigar por títulos e ser muito feliz - garantiu o lateral. 

Edílson foi campeão brasileiro em 2015 pelo Corinthians, campeão da Copa do Brasil em 2016 e da Copa Libertadores em 2017 pelo Grêmio. Depois de assinar contrato de três anos, o jogador disse que pretende continuar com a sequência positiva de conquistas em sua carreira. 

- Não podemos pensar só em um campeonato. Lógico que a Libertadores é importante, mas temos que priorizar desde o Mineiro, a Copa do Brasil, que é muito difícil, e o Brasileiro, que é um dos campeonatos mais difíceis do mundo, que sempre começa com 12 a 15 times com condições de brigar. Temos que estar concentrados e focados em todos os campeonatos que vamos disputar e chegar bem em todas as competições. Vamos tentar conquistar o máximo possível - afirmou o atleta. 

Nas passagens por Botafogo, Corinthians e Grêmio, Edilson mostrou grande qualidade defensiva, característica bastante exigida para um lateral. O jogador acredita que, com os reforços buscados pela diretoria, a Raposa entrará ainda mais forte em 2018.

- Chegou o Fred, que há muitos anos vem sendo o 9 do Brasil, um dos melhores atacantes do país. O Egídio foi multicampeão aqui e retornou. O mais importante de tudo é a diretoria ter mantido a base que é campeã aqui, como o Fábio, o Henrique, o Thiago Neves, Sóbis, Léo. Isso tem sido muito importante, não apenas pelas peças que chegam para encorpar, mas a base que vem sendo mantida é o mais importante - frisou.