Mano e Paulo Bento

Thiago Scuro exaltou elenco celeste (Foto: Divulgação/Cruzeiro)

RADAR / LANCE!
26/07/2016
17:15
Belo Horizonte (MG)

Horas após Mano Menezes ser anunciado como novo técnico do Cruzeiro, o diretor de futebol celeste, Thiago Scuro, detalhou a maneira como o treinador chega aos olhos da cúpula do clube. Em entrevista coletiva no fim da tarde desta terça-feira, na Toca da Raposa II, o dirigente confirmou o desejo de um trabalho a longo prazo:

- O contrato do Mano é até o fim de 2017. Demonstra o nosso desejo de fazer algo de médio a longo prazo. Isso não tem acontecido por vários fatores, nos incomoda muito. No meio do caminho todos vivemos contratempos que exigem desvio de rota. Vamos trabalhar muito para que seja a última até o fim de 2017.

Scuro rechaçou a especulação de que o acerto com Mano ocorreu apenas devido a um suposto interesse do São Paulo em contratar o técnico para substituir Edgardo Bauza, que está cotado na Argentina:

- As razões pela troca dizem respeito ao que o Cruzeiro definiu. Não tem a ver com a questão de Bauza sair do São Paulo, o São Paulo querer o Mano.

O dirigente apontou que a Raposa tem condições de mostrar reação no Brasileirão. Scuro exigiu que a equipe e os torcedores olhem para frente, esquecendo a situação incômoda no Brasileirão:

- Pelo elenco que tem, pelo que a equipe vem produzindo nos jogos, pelo inconformismo com a situação e pelo respeito pelo torcedor e pela história, creio que tenhamos condições de fazer bom trabalho no Brasileiro e uma perspectiva na Copa do Brasil. É o momento de olhar para frente, ir em busca de melhores resultados e se recuperar no ano.

O diretor de futebol detalhou que pesou no acerto a boa relação de sua primeira passagem no Cruzeiro, mesmo depois de sua saída para o futebol chinês:

- Acho melhor o detalhe vir com ele amanhã. Tratamos a saída do Mano de forma respeitosa e profissional. No ano passado agradecemos ele pelo serviço prestado e mantivemos respeito e boa impressão. Quando comunicamos ao Paulo (Bento) sobre a decisão, procuramos o Mano para conversar.