Leo volta a aquecer com bola, após longo período afastado dos gramados (Foto: Washington Alves/Light Press/ Site Oficial do Cruzeiro)

Leo volta a aquecer com bola após longo período longe dos gramados (Foto: Washington Alves/Light Press/ Site Oficial do Cruzeiro)

RADAR/LANCE!
09/02/2016
16:59
Belo Horizonte (MG)

No dia 13 de agosto de 2015,  uma lesão no joelho direito do zagueiro do Cruzeiro, Leo, o manteve afastado dos gramados . Há quase seis meses sem jogar futebol, o jogador pôde, finalmente, realizar aquecimento com bola, na manhã desta terça-feira. A expectativa é que o atleta de 28 anos, possa voltar a compor o elenco da Raposa ainda neste Campeonato Mineiro. 

- São mais de cinco meses que operei e não jogo uma partida oficial. A vontade é grande. Estou cheio de fome para voltar a jogar - afirmou o jogador,  ao Superesportes e prosseguiu falando sobre seu possível retorno.

- Não tem uma data específica não. Estou me aprimorando fisicamente. Claro que leva um tempo, um período para se fortalecer. Mas acredito que logo, logo voltarei, pois já há um trabalho muito bom em andamento - assegurou.

Para Leo, que tem 195 jogos com a camisa celeste e 16 gols marcados desde 2010, o tempo afastado serviu para refletir e tirar lições. 

- São muitas lições tiradas nesse período fora. A gente sabe que o futebol é rápido e você precisa aproveitar todas as oportunidades que tem. Do ano passado, quando me machuquei, metade daquele grupo já saiu. São coisas rápidas que acontecem de uma hora para outra. Sem contar que é muito ruim você ficar de fora assistindo pela TV e não poder fazer nada - contou.

O Cruzeiro, além de Leo, conta com oito jogadores para o setor defensivo e, por isso, o jogador sabe que a concorrência pela vaga será grande.

- É uma posição com grande competitividade. São jogadores de alto nível. É bom que dá um alto nível de disputa no grupo. Uma disputa sadia em que todo mundo vai crescendo. Acredito que aprimorando a forma física e chegando ao nível do grupo eu possa entrar nesse nível de competitividade, dar minha parcela de contribuição e ajudar o Cruzeiro. Independentemente de quem joga, o importante é conseguir os objetivos do Cruzeiro - concluiu o defensor.