Deivid confirmou mudanças no time do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Lightpress)

Deivid fez um breve pronunciamento nesta segunda-feira (Foto: Washington Alves/Lightpress)

RADAR/LANCE!
25/04/2016
14:43
Belo Horizonte (MG)

Uma separação sem mágoas. Assim Deivid se despediu do Cruzeiro nesta segunda-feira, após ser demitido no domingo devido a eliminação na semifinal do Campeonato Mineiro para o América. Antes da entrevista coletiva da diretoria celeste, o treinador fez questão de agradecer ao clube, dirigentes e a torcida pela oportunidade no início de carreira.

- Vim aqui, não daria entrevista, mas vim conversando com o Bruno, Thiago e Guilherme e, da mesma forma que quando fui efetivado, e aqui estava pela primeira vez, achei melhor despedir da melhor maneira. Vocês contribuíram comigo, na minha carreira, começando, e então agradeço ao torcedor, que quando soube da minha efetivação me apoiou 100%. Agradecer ao Dr. Gilvan, que não é fácil ter aquela atitude de efetivar um treinador jovem, sabendo que teria duras críticas - afirmou.


Deivid fez questão ainda de ver o fato pelo lado positivo. Na avaliação do agora ex-treinador do Cruzeiro, o momento é de tirar lições para seguir em frente com a carreira de técnico.

- Futebol é isso. Saio de cabeça erguida. Se para muitos uma demissão é o fim, eu vejo apenas como um começo de uma carreira gloriosa. Estou feliz e honrado de ter começado minha carreira em um clube pelo qual tive uma história como jogador. A despedida é difícil, mas o futebol dá voltas, um dia embaixo, outro em cima. E espero voltar um dia para escrever uma história no Cruzeiro  - analisou.

Deivid dirigiu o Cruzeiro em 18 jogos, acumulando 11 vitórias, cinco empates e duas derrotas. Apesar do aproveitamento superior a 72%, pesou contra o técnico o futebol pouco convincente apresentado pelo time celeste no período e as eliminações na Primeira Liga e no Campeonato Mineiro.