HOME - Jogo-treino do Cruzeiro na pré-temporada - Dedé (Foto: Thomas Santos/AGIF/LANCE!Press)

Dedé se recupera de lesão no Cruzeiro (Foto: Thomas Santos/AGIF/LANCE!Press)

LANCE!
08/07/2016
16:13
Belo Horizonte (MG)

A diretoria do Cruzeiro junto com o departamento médico comunicou na manhã desta sexta-feira que voltará a divulgar o prazo de retorno dos atletas que estão em tratamento. A intenção é estreitar e ter uma relação mais transparente com a imprensa e a torcida. O diretor de futebol Thiago Scuro falou sobre o novo procedimento na comunicação do clube com relação a situação dos jogadores.

- Nós viemos falar com vocês para colocar em ordem alguns procedimentos que a gente vai adotar daqui para frente com relação à comunicação do departamento médico do clube com a imprensa e torcida, para esclarecer todos os pontos em relação ao andamento do tratamento do Judivan e os médicos estão à disposição para esclarecer as dúvidas - disse o diretor de futebol.

Participando da coletiva, o supervisor da área médica do futebol, Daniel Baumfeld detalhou a programação que será passada aos jornalistas e informada no site oficial do clube.

- Nossa programação de divulgação da lesão dos atletas, não é uma mudança, mas um aprimoramento. A gente vai apresentar a vocês um relatório com a lesão, a data do retorno do atleta. Vai ser divulgado no site oficial do clube, para vocês. A medicina não é uma ciência exata, a gente trabalha para liberar o mais rápido possível os atletas do departamento médico. Mas pode acontecer do atleta se recuperar mais rapidamente que o previsto. A gente vai passar também quando o atleta vai sair do departamento médico para a parte física - comentou.

Confira o pronunciamento de Sérgio Freire Júnior, chefe do departamento médico, sobre Dedé:

O Dedé é uma outra situação que eu precisei que ele passasse um termo de consentimento para gente ser mais específico. O Dedé teve uma lesão isolado do ligamento cruzado posterior. É um ligamento com um potencial muito bom de cicatrização, e ainda sim, quando não cicatriza, é muito passível que o jogador atue sem esse ligamento. Foi feito esse tratamento com o Dedé, ele recuperou, fez todo o processo de readaptação, voltou a jogar, depois teve dois episódios de instabilidade, joelho falhando, aí a gente passou a ter a indicação cirúrgica. É um caso único se tratando de Cruzeiro. A gente sempre trata não operando. O único caso indicado cirurgia foi o Dedé. Ele optou por operar com o Dr. José Luiz Runco, no Rio de Janeiro. Operou, fez a reconstrução, o processo de reabilitação, voltou no fim da temporada muito bem, fez alguns jogos de forma muito mais intensa que a gente esperava. Ele começou a queixar de dor no joelho operado, ai a gente diagnosticou uma fratura por stress na patela. É uma complicação da cirurgia. Por ter sido tirado um pequeno fragmento da patela, ela fica mais exposta e há essa complicação. É um osso que é submetido a uma tensão muito grande de um grupo muscular da coxa e tende a evoluir com uma cicatrização mais lenta. A gente vem avaliando com imagens, ressonâncias e acompanhando a cicatrização. Hoje, ela está do ponto de vista médico resolvida, cicatrizada e consolidada. O Dedé passa agora por um processo de retorno as atividades, reforço muscular, equilíbrio, para que em breve tenha condições de retornar às atividades. A gente trouxe o Dr. Runco aqui há duas semanas, sentamos com ele, conversamos sobrea situação do Dedé e ele está ciente da recuperação e evolução do atleta. A gente depende da evolução individual dele. Não temos como dar um novo prazo para o seu retorno. Não é demorado, mas depende muito da evolução dele. A gente observa e a tendência é que ele esteja retomando algum tipo de atividade mais intensa nos próximos dias, academia, corrida no campo, algumas atividades específicas dentro do campo.