Bruno Vicintin (Foto: Site Oficial / Cruzeiro)

Bruno Vicintin (Foto: Site Oficial / Cruzeiro)

LANCE!
20/02/2016
21:40

A arbitragem de Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira, filiado à Federação Mineira de Futebol (FMF), causou revolta na diretoria do Cruzeiro. Ao término do confronto, o vice-presidente de futebol Bruno Vicintin queixou-se da atuação do juiz, mas garantiu que o clube apoia a renovação do quadro de mediadores.

Ele fez um apelo ao presidente Castellar Neto e destacou a necessidade de evolução dos árbitros de Minas Gerais.

– Hoje, na vitória, é claro que o Cruzeiro apoia a arbitragem mineira e quer apoiar a renovação do quadro de árbitros. Um pênalti desse e o juiz não marca, tirou o árbitro do jogo. O jogador quase arrancou a perna do Romero no meio de campo e não levou nada. O cara que arrancou a perna do Romero era pra ter sido expulso. Faço um apelo para o presidente Castellar. Independente do jogo precisamos reclamar – afirmou.

O dirigente ainda prometeu realizar uma reclamação formal junto à FMF.

– Vamos fazer uma reclamação formal para ver se ele melhora. Só falta eu ser punido depois de uma arbitragem dessa. Houve um gol legitimo do Cruzeiro já contra o Tupi. Hoje, 1 a 0, um pênalti escandaloso no Alisson. Quase a gente sofre o gol na sequência. Apoiamos a arbitragem mineira, temos que melhorar o nível, porque a arbitragem do jogo de hoje foi terrível.