Benecy Queiroz (Foto: Divulgação)

Benecy Queiroz: 'Estou vivendo um dos momentos mais difíceis da minha vida' (Foto: Divulgação)

RADAR / LANCE!
13/01/2016
12:12
Belo Horizonte (MG)

O supervisor de futebol do Cruzeiro, Benecy Queiroz, não escondeu seu constrangimento ao se manifestar pela primeira vez após a declaração na qual apontou uma suposta tentativa de "compra de juiz". Em pronunciamento oficial na Toca da Raposa, no fim da manhã desta quarta-feira, o dirigente garantiu que o caso foi uma "invenção" e indicou que deve se afastar de suas funções no clube.

- Fui chamado para uma entrevista de cerca de uma hora e meia, e a certa altura, a tônica do assunto foi a mala branca. Em clima descontraído, criei jogo não aconteceu, uma invenção. Disse que o time entrou em segundo lugar que entrei em campo para cobrar do juiz e ainda perdemos o jogo. Juntei, inclusive, dois personagens de períodos distintos.

O dirigente referiu-se ao goleiro Vitor Braga, que atuou no clube na década de 1970, e ao técnico Ênio Andrade, que teve sua primeira passagem no Cruzeiro em 1989. Benecy lamentou a declaração, e disse que não esperava a repercussão:

- Reconheço que foi uma declaração infeliz e inoportuna. Não imaginei que pudesse ter repercussão tão negativa e tão grande.

Em seguida, o supervisor de futebol ratificou que nunca testemunhou esquemas de arbitragem dentro do Cruzeiro:

- Estou no clube há 45 anos e sei da seriedade do Cruzeiro. Em todo esse período jamais presenciei ou vi o Cruzeiro fazendo qualquer esquema envolvendo o árbitro de futebol.

O supervisor de futebol do Cruzeiro pediu desculpas à torcida e à diretoria do Cruzeiro:

- Estou aqui para afirmar que tudo não passou de uma entrevista descontraída. Queria nesse momento pedir desculpas para a fantástica torcida do Cruzeiro, que deu apoio total ao clube, pedir desculpas ao presidente Gilvan (de Pinho Tavares) e à diretoria, pelo transtorno provocado pela entrevista.

Benecy Queiroz encerrou seu pronunciamento revelando que deve se afastar das suas atuais funções do clube:

- Devo desacelerar minhas atividades para que eu possa estabelecer um limite, por ordens médicas, porque estou com problemas de pressão. Estou vivendo um dos momentos mais difíceis de minha vida.