Criciúma x Joinville (Foto: Divulgação / Criciúma EC)

Élvis marcou, de pênalti, o gol que deu a vitória para o Tigre (Foto: Divulgação / Criciúma EC)

RADAR / LANCE!
06/02/2016
21:41
Criciúma (SC)

A polêmica entrou em campo na abertura da terceira rodada do Campeonato Catarinense, neste sábado. Criciúma e Joinville mediam forças no Heriberto Hülse quando, graças a um pênalti discutível assinalado pelo árbitro Sandro Meira Ricci aos 51 minutos, o time da casa garantiu a vitória por 2 a 1 e divide a liderança do Primeiro Turno com a Chapecoense, com sete pontos.

O Tigre abriu o marcador aos 32 minutos, quando Bruno Lopes aproveitou cobrança de escanteio e estufou a rede. O empate do Joinville veio também na bola parada: Sauer alçou falta para a área e Bruno Aguiar subiu livre para marcar.

Empurrado por sua torcida, o Criciúma foi à frente e, aos 51 minutos, Ezequiel cabeceou e a bola bateu no braço de Diego. O árbitro não hesitou em marcar pênalti. Élvis deslocou Jhonathan na cobrança e garantiu o segundo triunfo da equipe em três jogos.

EM JOGO COM TRÊS PÊNALTIS, CHAPECOENSE TROPEÇA

A Chapecoense viu a chance de se isolar na liderança ser desperdiçada na marca do pênalti no duelo com o Guarani de Palhoça, na Arena Condá. Aos 20 minutos, Bruno Rangel cobrou nas mãos de Thiago Rodrigues.

Oito minutos depois, a equipe de Palhoça abriu o placar, também de pênalti, quando Alex Maracanã mandou bomba no fundo da rede.  Porém, aos 36 minutos, Bruno Rangel teve nova chance na marca de cal. O atacante cobrou, e novamente viu Thiago Rodrigues defender. 

No segundo tempo, a Chape apenas conseguiu o empate (e com a bola rolando). Dener cruzou e Lucas Gomes marcou, em um belo voleio. 

O Domingo de Carnaval reserva outras duas partidas. Com as prováveis estreias de Léo Moura e Rafinha, o Metropolitano recebe o Brusque, às 17h, enquanto o Avaí enfrenta o Camboriú fora de casa, às 19h30. A partida da outra rodada será apenas após a quinta rodada, no dia 17 de fevereiro, entre Figueirense e Inter de Lages.