Gilson Kleina passa instruções durante jogo contra o Inter na abertura da Copa Sul-Minas-Rio (Foto: Divulgação/ Site Oficial Coritiba)

Gilson Kleina passa instruções durante jogo contra o Inter na abertura da Copa Sul-Minas-Rio (Foto: Divulgação/ Site Oficial Coritiba)

RADAR/LANCE!
28/01/2016
16:44
Curitiba (PR)

Um empate sem gols no Beira-Rio marcou a estreia do Coritiba na temporada 2016. Nesta quarta-feira, contra o Internacional, a equipe de Gilson Kleina passou longe de controlar o jogo, mesmo assim, o treinador do Coxa saiu satisfeito com as correções que a equipe foi capaz de fazer durante a segunda etapa da partida.

- No primeiro tempo deixamos muito o Inter sair jogando, tanto com bola longa, como por dentro. E a primeira coisa que falei no intervalo foi que tínhamos que nos posicionar melhor na bola aérea. A marcação que a gente estava fazendo não estava encaixando. No segundo tempo preenchemos o meio de campo, o adversário começou a fazer ligação direta. E no segundo tempo ficamos pelo último passe para encaixar e sair com o resultado - analisou o treinador, reconhecendo que a equipe Alviverde foi surpreendida pelo Inter no primeiro tempo:

- Foram dois tempos distintos. Enfrentamos uma equipe entrosada, de movimentação e qualidade técnica. Nós acompanhamos o Inter na pré-temporada nos EUA e hoje fomos surpreendidos pela movimentação do Sasha e do Vitinho - afirmou Kleina.


Contratado nesta temporada para liderar o Coxa, Gilson Kleina já pensa em outra estreia, contra a equipe do Cascavel, pelo Campeonato Paranaense, no próximo sábado, às 19h30, no Couto Pereira. 

- Atitude, o que vamos prometer ao torcedor é trabalho, agora, nós temos que ter atitude. Por mais que seja início de trabalho, dentro de casa, sabedor também da grandeza do Coritiba, vamos tentar nós termos a iniciativa e não adianta também pensar que vai se jogar de qualquer jeito com um time do interior que vai ter surpresa - concluiu o técnico de 47 anos.