Bruno Cassucci
16/10/2016
08:00
São Paulo (SP)

Doze anos depois, Oswaldo de Oliveira volta a comandar o Corinthians neste domingo, às 18h30, contra o América-MG, pela 31 rodada do Campeonato Brasileiro. Há muito tempo o treinador sonhava com esta terceira passagem pelo clube, que também o ajudará a realizar um outro velho desejo: contar com o meia-atacante Marlone.

Cobiçado por Oswaldo nos tempos em que ele dirigia o Santos (2014) e também o Sport (2016), o jogador é hoje uma das principais armas do Timão. Se antes o camisa 8 nem sequer era escalado, nos últimos tempos ele ganhou espaço com os técnicos Cristóvão Borges e Fabio Carille e se tornou um dos protagonistas da equipe. Prova disso é que Marlone participou de oito dos últimos 15 gols do Corinthians, com quatro gols e quatro assistências.

Até por isso o jogador acaba sendo um dos pilares do novo Corinthians, que ainda vai sendo descoberto aos poucos pelo técnico.

– Conheço o grupo mais como adversário. O Léo Príncipe, por exemplo, nunca tinha visto jogar até esse ano. Conheço bem o Rildo, conheço o Danilo, tricampeão comigo no Japão. O Marlone, o Cássio, Rodriguinho... Tenho uma ideia geral do elenco. Por isso que essa transição vai ter que ser muito justinha com o Fabio (Carille, auxiliar) para tirarmos o que tiver de melhor da equipe no momento – comentou Oswaldo em sua chegada.

Neste domingo, Oswaldo e Marlone tentam ajudar o Timão a acabar com um jejum na Arena que já dura três jogos do Brasileiro. Após derrotas para Palmeiras e Fluminense e empate com o Atlético-MG, a equipe tenta voltar a vencer em Itaquera. Não poderia haver rival melhor que o lanterna América-MG...