Gabriel Carneiro
20/11/2016
12:52
São Paulo (SP)

O volante Willians não defenderá mais o Corinthians. Por meio de nota oficial divulgada no início da tarde deste domingo, o clube informou uma "decisão tomada de comum acordo entre a presidência e a diretoria de futebol" e anunciou que o jogador não atuará mais pelo clube - ele está emprestado pelo Cruzeiro até o fim da temporada e voltará à equipe dirigida por Mano Menezes a partir de 2017. A tendência, porém, é que ele continue treinando no Timão até o fim deste ano, mas em rotina diferente dos outros jogadores.

Apesar de ter participado do treinamento do último sábado como titular, o volante Willians não apareceu em campo neste domingo e foi cortado da partida de segunda-feira, às 20h, contra o Internacional, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. A confirmação do veto partiu do técnico Oswaldo de Oliveira, que citou problemas físicos e também a discussão do jogador com torcedores do Corinthians na saída do CT Joaquim Grava no dia anterior. 

Willians discutiu com um grupo de torcedores do Corinthians no portão de saída do CT após o treinamento de sábado. Abordado, o camisa 5 do Timão deixou seu carro para ouvir as cobranças. Um trecho de um vídeo gravado no momento da conversa está circulando em fóruns de torcedores do Timão nas redes sociais, com declarações como "Mas o que você quer? Quer me cobrar? Então você me cobra. Cobra aí" e "Vai se preocupar com a sua casa, irmão. Está todo mundo trabalhando aqui". 

- Em primeiro lugar não gostei, temos que nos preservar. Eu tenho falado muito com os jogadores sobre isso. Quem joga no Corinthians tem que ser exemplo, ser fundamental, porque vestimos a camisa do Corinthians. Mas é uma decisão que não passa pelo meu crivo, é âmbito da direção do clube. Como ainda não tive decisão eu vou aguardar. Isso é desagradável e desabonador. Eu todo dia passo ali e as pessoas me pedem para tirar fotografia, desço, converso. Ontem um rapaz disse que Deus avisou ele para não colocar os veteranos. Eu agradeci a transmissão. Mas naquela situação, se eu ouvisse algo ruim não iria parar e descer do carro - disse Oswaldo.

Willians havia se manifestado sobre o assunto no próprio dia da confusão, e disse que o torcedor protestante queria "aparecer".

- Todo jogador de futebol está sujeito a cobrança, mas desde que seja com respeito. E este não foi o caso. Infelizmente, tem muita gente querendo se aproveitar de situações para aparecer, pois são muitos os canais de divulgação e de fácil acesso. Ele veio falar comigo e filmando, como todos viram. Talvez o intuito fosse mais aparecer do que cobrar e pensar no clube - disse.

Willians foi contratado pelo Corinthians no início da temporada, em troca com o Cruzeiro por Marciel, e se despede com 27 partidas, sendo 12 como titular.

* Atualizada às 13h59