Corinthians

Com uma peça de reposição em cada setor, time-base do segundo semestre é o mesmo (Foto: Arte/LANCE!-SP)

Gabriel Carneiro
08/05/2016
08:00
São Paulo (SP)

Tite escalou 28 jogadores diferentes em apenas 25 jogos oficiais no ano, viu um reserva virar artilheiro e deu chance a praticamente todos os integrantes do elenco do Corinthians durante o apertado calendário do Paulistão e da Libertadores. Agora, no entanto, a receita precisará ser alterada, já que o Timão foi eliminado das duas competições e disputará só o Brasileirão pelo menos até a segunda quinzena de agosto, previsão de início das oitavas de final da Copa do Brasil. Neste período, com semanas livres, a tendência é de menor rodagem do grupo. E também menos espaço a alguns jogadores.

O elenco alvinegro dispõe de 33 peças atualmente: quatro goleiros, quatro laterais, cinco zagueiros, 13 meio-campistas e sete atacantes. Nos próximos dias, encerrada a participação do Osasco Audax no Paulistão, dois novos elementos serão somados à conta: Camacho e Bruno Paulo, totalizando 35 jogadores. Além deles, há a ideia de contratar outros jogadores, mais “cascudos”, para os setores ofensivos. Ainda não há nomes em pauta, só a ideia revelada pelo técnico Tite.

– Trabalhamos, sim, em busca de melhoria. O presidente tem o comando do futebol, nós no aspecto físico... Por que? Um jogador que machuca muito não pode ser usado em uma maratona. Então há uma busca por dois em cada posição – diz o treinador, preocupado com outro elemento que pode fazer a diferença negativamente ao longo do Brasileirão: lesões de peças importantes.

No primeiro semestre, Tite precisou mexer muito no time também por causa de lesões, como as de Elias, Rodriguinho e Giovanni Augusto, por exemplo. Neste sentido, o treinador incentivou a versatilidade de suas opções e adaptou os jogadores.

Liberações de jogadores com pouco espaço também não estão descartadas, inclusive daqueles que retornam de empréstimo (veja abaixo).
O Corinthians estreia no Brasileirão no domingo da próxima semana, contra o Grêmio. Até lá, tempo para Tite pensar e repensar suas opções. Algo que já mostrou que sabe fazer.

OS QUE ESTÃO CHEGANDO. TEM ESPAÇO?

Audax - Bruno Paulo e Camacho (foto:divulgação)
Bruno Paulo e Camacho próximos de anúncio oficial (Foto: Divulgação)

Bruno Paulo - Revelado nas categorias de base do Flamengo, o atacante também passou por Palmeiras e Vasco, na base, além de Bahia, Atlético-PR, Santo André, Lajeadense, Red Bull, Guaratinguetá e Osasco Audax, pelo qual disputou as duas últimas edições do Paulistão. No ousado Audax, atua como atacante, mas recompõe com facilidade. Seria opção aberto ou poderia ser testado no lugar de André, como centroavante.

Camacho - Meio-campista é revelado na base do Flamengo e também defendeu Paraná, Goiás, Bahia, Audax Rio, Guaratinguetá e Botafogo, além de ter disputado as três últimas edições do Paulistão sob o comando de Fernando Diniz no Osasco Audax, clube pelo qual joga a final do Paulistão hoje. Ele encantou Tite e a comissão técnica atuando em uma função próxima à dos volantes. Seria opção a Rodriguinho e Elias.

OS QUE ESTÃO VOLTANDO. VÃO TER CHANCE?

Gabriel Vasconcelos América-RJ
Gabriel Vasconcelos retornará (Foto: Raffa Tamburini/America Rio)

O Corinthians já recebe e ainda receberá nas próximas semanas jogadores que passaram o primeiro semestre emprestados a outros clubes. Só do Tigres-RJ, clube que tem parceria com o Timão, seis voltam: Renan (goleiro, jogou 13 partidas), Lucão (lateral, jogou 11 partidas), Rodrigo Sam (zagueiro, jogou nove partidas e fez um gol), Fabiano (meio-campista, jogou 13 partidas e fez três gols), Ayrton (meio-campista, jogou sete partidas) e Giovanni (meio-campista, jogou 12 partidas e marcou três gols). Nenhum deles, porém, estava no profissional. Um que estava emprestado após a profissionalização era Gabriel Vasconcelos, que fez dois gols em nove jogos pelo América-RJ. Léo Príncipe volta do Oeste e, em breve, terminam os empréstimos de Moisés (Bahia) e Alexandre Pato (Chelsea).

OS QUE PODEM SAIR. TEM CHANCE DE ACONTECER?

Elias, do Corinthians
Volante pode voltar a ser alvo da China (Foto: Agência Corinthians)

Tite deseja reforçar o elenco alvinegro para a sequência da temporada, mas internamente há o temor de que alguns dos 22 “preferenciais” não sigam até o fim do ano. O principal alvo de atenções do clube é o volante Elias, que recusou propostas do futebol chinês no início do ano, mas deve voltar a ser alvo de investidas a partir de junho, quando a janela internacional reabre.

O Timão tem contrato com o camisa 7 até o fim de 2017, mas sabe que, aos 30 anos, o próprio jogador pode desejar uma transferência. Neste ano, o clube recebeu sondagens por outros atletas, como Fagner.

OS QUE PODEM FICAR SEM ESPAÇO

Alan Mineiro - Foi titular em jogos decisivos, mas no último não ficou nem no banco. Tem proposta do Santa Cruz e pode até sair.

Alan Mineiro deve começar a partida diante do Osasco Audax (Foto: Daniel Augusto Jr)
Alan Mineiro foi titular só quatro vezes (Foto: Daniel Augusto Jr)

Danilo - Veterano tem 18 jogos nesta temporada, mas não é a primeira opção em nenhum setor – atua em quase todas funções ofensivas do 4-1-4-1.

Danilo, do Corinthians
Meia jogou 18 vezes nesta temporada (Foto: Agência Corinthians)

Cristian - Volante tem dois jogos no ano, nenhum como titular, e é a terceira opção do elenco para ser volante da formação.

Cristian, do Corinthians
Volante só entrou em dois jogos neste ano (Foto: Agência Corinthians)

Garotos/goleiros - Matheus Vidotto e Caíque são o terceiro e quarto goleiro, terão pouco espaço. Pedro Henrique, Matheus Pereira, Isaac e Claudinho pouco jogam. Rildo está lesionado.