São Bento x Corinthians

Em seu quarto jogo, André marcou o primeiro gol pelo Corinthians no ano (Foto: Reginaldo Castro/LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
26/02/2016
10:00
São Paulo (SP)

O Corinthians entrou em campo apenas sete vezes em jogos oficiais em 2016 (seis pelo Paulistão e uma na abertura da Libertadores), mas Tite tem aproveitado o início da temporada para realizar um rodízio no elenco e dar chance a quem terminou o ano passado sem muito espaço. Até o momento, 23 jogadores já foram utilizados pelo comandante, que tem a filosofia agregadora elogiada pelo elenco. No dia seguinte às declarações de Tite dando conta de que ainda não planeja mudanças no 11 ideal a uma semana da próxima rodada da Libertadores, o reserva André enalteceu a figura do técnico.

- A intenção do Tite é promover uma disputa sadia, interna, e quem tem a ganhar é a gente mesmo e o Corinthians. Sai jogador, entra jogador, sobe jogador da base e estamos conseguindo manter o ritmo e o nível. Esse começo de ano é importante para isso. Na minha apresentação eu disse que não tinha ninguém melhor que o Tite pra remontar a equipe, e ele está provando isso, é um grande treinador e super honesto. Todo mundo está tendo sua chance para mais para frente ele ter o time encaixado - afirmou o novo camisa 9, autor de um gol pelo clube na última quarta-feira, no empate em 1 a 1 com o São Bento.

André hoje não faz parte do time ideal do Corinthians, preterido pelo experiente Danilo, que tem atuado improvisado na função de centroavante. Nenhum dos outros nove reforços contratados para o ano, aliás, ainda convenceu Tite de que merece estar no time principal. Por enquanto, Vilson, Willians, Guilherme, Marlone, Giovanni Augusto, Alan Mineiro e Balbuena esperam por oportunidades, enquanto Moisés já foi até emprestado ao Bahia e Douglas aguarda um clube interessado em tê-lo até o fim de 2016. Já os outros oito têm tranquilidade na busca por espaço dentro do Corinthians.

- Fisicamente todo mundo não está 100% ainda, eu só fiz dois jogos como titular, ontem (quarta-feira) foi o primeiro que joguei o tempo todo, e isso pesa. Esse ritmo, a oportunidade de jogar por Paulista e Libertadores ajuda quem fica de fora, dá ritmo - admite André, que além de Danilo já vê a concorrência de Luciano, recuperado após seis meses tratando lesão.

VEJA OS JOGADORES USADOS POR TITE EM 2016:
7 jogos - Romero e Lucca
6 jogos - Cássio, Fagner, Danilo, Felipe e Rodriguinho
5 jogos - Yago, Uendel, Bruno Henrique, Willians e Giovanni Augusto
4 jogos - Marlone, Maycon e André
3 jogos - Elias, Guilherme Arana e Guilherme
2 jogos - Vilson e Edilson
1 jogo - Matheus Vidotto, Balbuena e Luciano