Strikers x Corinthians - Tite

Tite, no vestiário, antes da partida contra o Strikers (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Bruno Cassucci
23/01/2016
19:55
Enviado especial a Fort Lauderdale (EUA)

O técnico Tite reconheceu a atuação ruim do Corinthians diante do Fort Lauderdale Strikers, na tarde deste sábado, em partida que marcou a despedida da equipe da pré-temporada nos Estados Unidos. A falta de entrosamento entre os reservas do Timão e a forte ventania durante a partida foram algumas das justificativas do treinador para o baixo desempenho apresentado.

Em jogo ruim, o Corinthians só foi dar o primeiro chute a gol no segundo tempo, quando Romero, Danilo e outros titulares já haviam entrado.

- O nível técnico esteve abaixo realmente. Quando estivemos a favor do vento, deu pra trocar passes, triangular. Contra, já não fluiu. O Moisés jogou fora da posição dele, por exemplo. A partida visa dar mais oportunidades individualmente do que coletivamente, quebrou o gelo do Vilson, consegui trabalhar com Cristian, dei sequência ao Marlone...  O jogo teve mais cunho de observação individual do que coletiva - comentou.

Tite disse voltar ao Brasil mais empolgado até do que quando chegou aos Estados Unidos, em meio à saída de cinco titulares da campanha do hexacampeonato brasileiro em 2015. No entanto, ele trabalha com a possibilidade de perder mais atletas.

- Vou usar uma figura de linguagem que o presidente Roberto de Andrade me falou: eles estão chacoalhando a roseira, a árvore, enquanto não parar de chacoalhar, a gente fica sem referência. A  árvore está chacoalhando. Acho que só com o término da janela (será possível saber se sairão mais jogadores) - declarou.

O deixa os Estados Unidos após 12 dias neste domingo e chega ao Brasil na manhã de segunda-feira. Domingo, na Arena, o clube estreia no Paulistão, diante do XV de Piracicaba.