Tite preocupado durante o jogo entre Corinthians e Grêmio (Foto: Daniel Augusto Jr)

Tite preocupado durante o jogo entre Corinthians e Grêmio (Foto: Daniel Augusto Jr)

LANCE!
16/05/2016
08:20
São Paulo (SP)

As eliminações do Paulistão e da Copa Libertadores deixaram feridas no Corinthians. Para Tite, as quedas recentes abalaram não só os jogadores, mas também a torcida.

No mesmo dia em que pediu apoio e compreensão da Fiel e clamou para que André e Rodriguinho não fossem vaiados, o comandante corintiano também disse compreender os torcedores.

- Torcida, temos de entender, está do lado da emoção, frustrada, chateada, sim. Queríamos vencer, claro. É o primeiro jogo em casa (no ano) em que não fazemos gol. Todos os outros 14 fizemos. Então, a torcida carregou as duas eliminações, é verdade, sendo melhor ataque, melhor defesa e saldo do Paulista... Ela traz essa pressa. É natural - afirmou, após o empate sem gols com o Grêmio.

Tite também mostrou preocupação com a possível saída de atletas. Felipe deve trocar o Timão pelo Porto no próximo mês, e Elias deve ser assediado pelo mercado chinês novamente. O treinador revelou uma conversa no final de semana com a diretoria, mas reconheceu que há casos em que não há nada que se possa fazer a não ser liberar os atletas.

- Conversamos com o presidente (Roberto de Andrade) no sábado, com o Andrés (Sanchez, ex-presidente) também. Eles falaram: "A ideia do Corinthians é não tirar ninguém". A ideia do Tite é não sair ninguém também. Salvo excepcionalidade, aí foge do nosso alcance... - comentou.