Treino do Corinthians no Chile

Treino do Corinthians no Chile definiu time titular para estreia (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

LANCE!
16/02/2016
19:30
Santiago (Chile)

O Corinthians está preparado para sua estreia na Copa Libertadores nesta quarta-feira, às 22h, diante do Cobresal, no Chile. Após comandar o último treinamento antes do compromisso mais importante do ano até o momento, o técnico Tite concedeu entrevista coletiva no CT da Universidad do Chile e mostrou conhecimento a respeito do adversário, que foi campeão nacional no ano passado e hoje é apenas décimo colocado da competição. Segundo o comandante do Timão, será necessário adaptar a equipe às condições climáticas e aos 2.600 metros de altitude do estádio El Cobre, no meio do Deserto do Atacama.

- Não tem nada de extraordinário em jogar no deserto, mas existem algumas variantes. A bola toma uma velocidade e continua com a mesma velocidade, pela altitude. Estar sempre com cobertura nas bolas viajadas é fundamental, assim como finalizações de média distância. Eu não senti absolutamente nada jogando, mas aqueles de transições e velocidade têm recuperação menor. Essas adaptações à altitude e ao clima são adaptações, mas a qualidade do adversário está em primeiro plano - explicou Tite, antes de completar, sobre o que conhece do Cobresal:

- O Cobresal não é um time desconhecido, nós nos municiamos e acompanhamos os jogos. Qualidade técnica, um técnico que foi campeão e retornou ao time. Os resultados não condiziam com o desempenho recente, fez um jogo muito bom contra o Colo Colo. Não surpreende mais - explicou.

Enquanto o Corinthians carrega uma invencibilidade em jogos oficiais na temporada, com quatro vitórias em quatro partidas do Campeonato Paulista, o time chileno tentará mudar sua história em 2016. A equipe disputou cinco jogos no ano, e foi vencer pela primeira vez no sábado passado, diante da Universidad de Concepción. Antes, acumulou dois empates e duas derrotas, sem vencer desde dezembro do ano passado. 

A expectativa de público no estádio El Cobre não é boa, já que a cidade tem apenas 8.600 habitantes e o palco da partida tem capacidade para 20 mil pessoas. Apesar da necessidade de entrar em campo em um palco tão acanhado, Tite não se importa com a realidade do Timão nesta primeira rodada da Libertadores. E mais: não acredita que seja uma obrigação a vitória nesta quarta-feira.

- Eu só tenho certeza de estar falando aqui, agora. Depois não tenho certeza de nada - disse.

- É uma realidade que temos de viver, jogar no Maracanã, em Lins, Capivari, o respeito que se tem é o mesmo. Nenhum de nós começou a jogar no Maracanã, sempre passa por uma série de outras equipes, locais. Eu fui campeão no Caxias com uma equipe inferior, e o Cobresal foi campeão contra Colo Colo, La U, Católica, equipes de massa. Então merece respeito - explicou.