Após última partida, Tite comenta recorde no Campeonato Brasileiro

Última entrevista coletiva de Tite foi após a rodada final do Campeonato Brasileiro de 2015

Guilherme Amaro
14/01/2016
07:10
São Paulo (SP)

Desde a reapresentação do elenco, que aconteceu no último dia 6, o Corinthians passa por reformulação. Jogadores importantes saíram, como Ralf, Renato Augusto, Jadson e Vagner Love, enquanto reforços mais modestos foram apresentados, como Marlone, Alan Mineiro, Douglas, Moisés e Vilson.

Em meio a tudo isso, o técnico Tite se manteve calado. O treinador foi blindado no clube e não concedeu entrevista coletiva durante os oito dias de preparação no CT Joaquim Grava. A expectativa era de que ele falasse na quarta-feira, após o último treino antes da viagem aos Estados Unidos. No entanto, no lugar do comandante, o zagueiro Vilson foi apresentado pelo diretor adjunto Eduardo Ferreira.

Esse silêncio de Tite não é normal. Em suas passagens pelo Corinthians, ele sempre concedeu entrevistas e foi atencioso durante o período de treinos, seja no CT ou em outros lugares. Agora, ainda mais por conta da reformulação da equipe, era esperado que o técnico se pronunciasse. Não aconteceu.

O Corinthians, por sua vez, blindou o treinador. Escalou personagens que não estavam envolvidos em negociações para conceder entrevista coletiva, como Rodriguinho. Até o preparador físico Fábio Mahseredjian apareceu na sala de imprensa do CT Joaquim Grava e explicou a preparação do time. E nada de Tite...

A expectativa agora é de que o treinador fale com os jornalistas nos Estados Unidos, onde o Timão disputará a Florida Cup e um amistoso contra o Fort Lauderdale Strikers. No ano passado, ele ressaltou após o título brasileiro que era preciso manter a base do time campeão para brigar por mais conquistas em 2016. Algo que não ocorreu e que deve ter deixado Tite irritado.