LANCE!
29/11/2016
11:14
São Paulo (SP)

O Corinthians cancelou todas as suas atividades desta terça-feira, dia do trágico acidente aéreo que vitimou jogadores e funcionários da Chapecoense, jornalistas e tripulação do voo da LaMia, matrícula CP2933, que levava o time para Medellín, na Colômbia, palco do primeiro jogo das finais da Copa Sul-americana. Uma das vítimas fatais do acidente foi o ex-jogador Mario Sergio Pontes de Paiva, que atualmente é comentarista do canal Fox Sports e viajava para a cobertura do jogo histórico do time catarinense.

Mario Sergio teve três passagens marcantes pelo Corinthians, que publicou nota oficial lamentando a tragédia. Em 1993, o ex-jogador foi treinador da equipe em sua primeira experiência na função - na ocasião, ele sofreu apenas uma derrota em toda a campanha do Brasileirão. Mario Sergio voltou para o clube em 1995 e encerrou a trajetória como treinador com 31 partidas. Ele ainda foi o representante do Banco Excel junto ao Timão na época do contrato de patrocínio da empresa, em 1997.

O clima no CT Joaquim Grava foi de profunda consternação, segundo relatos de profissionais do Corinthians. O elenco do Timão tem laços com pessoas envolvidas na tragédia, como o goleiro Walter, que é amigo pessoal do também goleiro Danilo, e o zagueiro Vilson, que atuou na própria Chapecoense no ano passado. O treinamento desta terça-feira, que seria no horário da manhã, foi cancelado porque "não havia condições", de acordo com a assessoria. Os jogadores foram liberados do dia de trabalho e alguns permaneceram realizando atividades físicas na academia.

"Com profunda consternação, o Sport Club Corinthians Paulista lamenta o trágico acidente aéreo da madrugada desta terça-feira (29), que vitimou jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes da Associação Chapecoense de Futebol, e de profissionais de imprensa - incluindo Mario Sergio Pontes de Paiva. O Sport Club Corinthians Paulista se solidariza com as famílias neste momento tão difícil", publicou o Timão em seu site oficial.

Minutos após a publicação da nota oficial, o Timão prestou homenagem no telão da Arena Corinthians, em Itaquera, com os dizeres "#ForçaChape". Pelo Twitter, o clube postou mensagens de luto, trocou a imagem de seu escudo pelo símbolo da Chapecoense, desejou forças a familiares das vítimas e abandonou até mesmo a "aversão" à cor verde: "Hoje não há rivalidade, nem cor a ser evitada. Hoje somos todos um só", escreveu o clube, que tem uma imagem com fundo verde em sua rede social.

Jogadores do clube também se manifestaram em suas redes sociais.