Cobresal

Segundo capitão do Cobresal, corintianos mostram temer deserto e altitude no Chile (Foto: Divulgação)

LANCE!
17/02/2016
02:35
El Salvador (Chile)

Uma declaração do volante Johan Fuentes, capitão do Cobresal, chamou atenção da imprensa chilena nesta terça-feira, véspera do embate entre a equipe local e o Corinthians, pela primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Em entrevista à Rádio ADN, o jogador de 31 anos foi questionado sobre um suposto menosprezo do atual campeão brasileiro em relação ao modesto clube chileno, que conquistou seu primeiro título nacional no ano passado. Ao dizer que não acredita neste menosprezo, Fuentes proferiu a frase que causou polêmica nas redes sociais.

- Tenho lido no Twitter e a verdade é que os negros estão bastante assustados por causa do deserto e da altitude. Por isso temos que ser bem inteligentes e tratar de "asfixiá-los", ter a bola e pressionar quando eles estiverem "asfixiados" - disse Johan Fuentes, que na sequência da entrevista colocou o Cobresal como candidato a azarão no grupo que ainda tem Cerro Porteño (Paraguai) e Santa Fé (Colômbia).

As declarações de Fuentes à rádio repercutiram de imediado em outros veículos da imprensa chilena, como os tradicionais jornais "La Tercera" e "La Cuarta". Por conta da repercussão, a própria ADN disponibilizou o áudio da entrevista do jogador do Cobresal. O suposto cunho racista da frase foi combatido pelos torcedores do Corinthians nas redes sociais, ao passo que alguns chilenos disseram que a expressão "negros" é apenas uma maneira de tratamento no país, sem qualquer conotação preconceituosa.

No fim da noite desta terça-feira, um perfil de humor chileno atribuiu novas declarações a Johan Fuentes no Twitter. A página "Tolueno FM", seguida por quase 3 mil pessoas, fingiu entrevistar ao vivo o jogador do Cobresal, e publicou declarações falsas que ludibriaram alguns torcedores nas redes sociais. 

TREINADOR ACREDITA EM SOBERBA DO TIMÃO:

Também nesta terça-feira, e à mesma Rádio ADN, o técnico do Cobresal, Dalcio Giovagnoli, reagiu às declarações de jogadores do Corinthians dizendo não conhecer muito sobre o clube chileno. Apesar do técnico Tite ter mostrado conhecimento sobre características da equipe de Dalcio, o comandante acredita que há soberba por parte dos brasileiros no compromisso de abertura da Libertadores.

- Neste futebol atual não se pode ser tão depreciativo. Se realmente disseram isso (não conhecer o Cobresal), eles estão lidando com um grau de soberba que não seria justo - afirmou o técnico do clube chileno, antes de completar:

- Não sei se a altitude pode chegar a ser uma grande vantagem para nós, mas fora do campo, no psicológico, é muito importante. Somos muito conscientes de que para poder projetarmos e termos chance de classificação temos que ser fortes em casa - disse.