Guilherme Amaro e Marcio Porto
25/11/2017
05:20
São Paulo (SP)

Véspera de clássico contra o Palmeiras, 32ª rodada, momento decisivo no Campeonato Brasileiro. O Corinthians decide fazer um treino na Arena aberto ao público e a Fiel torcida comparece em peso. Mais de 30 mil pessoas. Depois da atividade, o técnico Fábio Carille, reconhecidamente tímido, pega o microfone e fala para a multidão. A surpreendente atitude foi considerada mais uma prova e firmeza do treinador. Mas o que pouca gente sabe é que o discurso não estava nos planos do comandante da campanha do heptacampeonato brasileiro.

- Muito se falou que eu tive muita personalidade para pegar o microfone e falar lá. Mas jogaram o microfone na minha mão e falaram: "Se vira!". Não estava combinado (risos). Foi um momento maravilhoso e muito emocionante falar para mais de 32 mil pessoas. Falo "bom dia" e a massa toda levanta e grita" - confidenciou Carille, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

Embalado pela Fiel, o Timão derrotou o rival por 3 a 2 e encaminhou o título brasileiro, confirmado com a vitória sobre o Fluminense por 3 a 2 na 35ª rodada. Por isso, neste sábado o clube decidiu abrir a Arena novamente para seus torcedores. Desta vez, o treino é na véspera do jogo da entrega da taça, contra o Atlético-MG neste domingo, às 17h. E de quem será a responsabilidade de falar com a massa? Fala, professor!

- Acho que o microfone vem para minha mão outra vez, mas vou mais preparado agora (risos) - brincou Carille.

O espírito do técnico simboliza o momento glorioso do Timão, campeão brasileiro e paulista em 2017 com um time inicialmente desacreditado. Neste sábado, espera-se novamente mais de 30 mil pessoas no treino. O ingresso foi um quilo de alimento não perecível, que podia ser trocado até esta sexta-feira. Clima de festa, diferente da atividade anterior no estádio. Basta ver as palavras de Carille na ocasião.

- Em nome de todo o grupo de jogadores, comissão técnica e diretoria, quero agradecer o apoio de vocês não só hoje, como no ano todo. Foi muito importante para o título paulista e para a nossa campanha no Brasileiro. Muito obrigado de coração. E venham juntos para a gente fazer um grande jogo amanhã e conquistar os três pontos - disse o treinador, na época.

Esperam-se um discurso bem diferente neste sábado. O técnico está muito mais feliz, já consagrado. E preparado.