icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/08/2015
17:56

Em dez jogos do primeiro turno, apenas o São Paulo havia conseguido superar a Chapecoense na Arena Condá. O Corinthians repetiu o feito neste domingo, venceu por 3 a 1 e manteve a gordura na liderança do Campeonato Brasileiro - seguido pelo Atlético-MG, que derrotou o Fluminense fora de casa e preservou os quatro pontos de diferença na tabela.

Em 13 minutos, o Corinthians jogou mais do que nos 180 do duelo contra o Santos, pelas oitavas da Copa do Brasil, torneio do qual foi eliminado. Se o foco era o Brasileirão, o líder não poderia ter dado melhor resposta para mostrar que não vai se abalar na busca pelo Hexa. Na competição nacional, já são 13 jogos sem derrota.


Uma falha de Elicarlos na saída de bola rendeu um contra-ataque ao Timão. Impecável, Renato Augusto conduziu a bola, superou o gramado pesado e o marcador e colocou a bola no chamado "funil". Elias, livre, bateu de primeira para abrir o placar aos 9 minutos.

Quatro minutos mais tarde, outra bela jogada trabalhada pelos corintianos. Jadson acionou Uendel, o lateral encontrou Love na segunda trave e o camisa 99, superando críticas e desconfianças, cabeceou para ampliar. Uendel saiu lesionado, o que faria a diferença depois...

Após o baque, a Chape tentou começar a jogar. A torcida já se irritava a cada erro, mas o time da casa passou a assustar com Tiago Luís e Bruno Rangel. Aos 47, Rangel aproveitou boa jogada de Apodi em cima de Guilherme Arana, saiu da marcação de Gil e Felipe e completou para descontar.

No intervalo, o técnico Vinícius Eutrópio deve ter orientado Apodi a insistir no caminho. No início do segundo tempo, o lateral achou Camilo para cabeçada perigosa e, depois, quase acertou o ângulo em belo chute de esquerda.

O Corinthians soube resistir à empolgação dos catarinenses e esfriou o duelo. E teve boas chances para definir a vitória, em contra-ataque de Love e um chute de Jadson, que acertou o travessão.

No minutos finais, Rildo puxou contra-ataque, entrou na área e sofreu pênalti de Vilson. E Jadson não perde. O camisa 10 bateu no alto para dar o ponto final à partida, chegar a nove gols no campeonato e manter sua equipe vendo todos os rivais pelo retrovisor...

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE 1 X 3 CORINTHIANS

Data/Horário: 30/8 - 16h
Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Público: 13.332 pessoas
Cartões amarelos: Elicarlos (CHA); Malcom (COR); Felipe (COR); Neto (CHA); Jadson (COR)
Gols: Elias, 9'/1ºT (0-1); Vagner Love, 13'/1ºT (0-2); Bruno Rangel, 47'1ºT (1-2); Jadson, 44'2ºT (1-3)

CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Vilson, Neto e Dener; Elicarlos (Camilo - 1'2ºT), Bruno Silva, Cleber Santana, Tiago Luís (Wagner - 35'2ºT) e Ananias (Maranhão - 21'2ºT); Bruno Rangel. Técnico: Vinícius Eutrópio.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel (Guilherme Arana - 36'/1ºT); Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom (Rildo - 30'2ºT); Vagner Love (Danilo - 38'2ºT). Técnico: Tite.

Em dez jogos do primeiro turno, apenas o São Paulo havia conseguido superar a Chapecoense na Arena Condá. O Corinthians repetiu o feito neste domingo, venceu por 3 a 1 e manteve a gordura na liderança do Campeonato Brasileiro - seguido pelo Atlético-MG, que derrotou o Fluminense fora de casa e preservou os quatro pontos de diferença na tabela.

Em 13 minutos, o Corinthians jogou mais do que nos 180 do duelo contra o Santos, pelas oitavas da Copa do Brasil, torneio do qual foi eliminado. Se o foco era o Brasileirão, o líder não poderia ter dado melhor resposta para mostrar que não vai se abalar na busca pelo Hexa. Na competição nacional, já são 13 jogos sem derrota.


Uma falha de Elicarlos na saída de bola rendeu um contra-ataque ao Timão. Impecável, Renato Augusto conduziu a bola, superou o gramado pesado e o marcador e colocou a bola no chamado "funil". Elias, livre, bateu de primeira para abrir o placar aos 9 minutos.

Quatro minutos mais tarde, outra bela jogada trabalhada pelos corintianos. Jadson acionou Uendel, o lateral encontrou Love na segunda trave e o camisa 99, superando críticas e desconfianças, cabeceou para ampliar. Uendel saiu lesionado, o que faria a diferença depois...

Após o baque, a Chape tentou começar a jogar. A torcida já se irritava a cada erro, mas o time da casa passou a assustar com Tiago Luís e Bruno Rangel. Aos 47, Rangel aproveitou boa jogada de Apodi em cima de Guilherme Arana, saiu da marcação de Gil e Felipe e completou para descontar.

No intervalo, o técnico Vinícius Eutrópio deve ter orientado Apodi a insistir no caminho. No início do segundo tempo, o lateral achou Camilo para cabeçada perigosa e, depois, quase acertou o ângulo em belo chute de esquerda.

O Corinthians soube resistir à empolgação dos catarinenses e esfriou o duelo. E teve boas chances para definir a vitória, em contra-ataque de Love e um chute de Jadson, que acertou o travessão.

No minutos finais, Rildo puxou contra-ataque, entrou na área e sofreu pênalti de Vilson. E Jadson não perde. O camisa 10 bateu no alto para dar o ponto final à partida, chegar a nove gols no campeonato e manter sua equipe vendo todos os rivais pelo retrovisor...

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE 1 X 3 CORINTHIANS

Data/Horário: 30/8 - 16h
Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Público: 13.332 pessoas
Cartões amarelos: Elicarlos (CHA); Malcom (COR); Felipe (COR); Neto (CHA); Jadson (COR)
Gols: Elias, 9'/1ºT (0-1); Vagner Love, 13'/1ºT (0-2); Bruno Rangel, 47'1ºT (1-2); Jadson, 44'2ºT (1-3)

CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Vilson, Neto e Dener; Elicarlos (Camilo - 1'2ºT), Bruno Silva, Cleber Santana, Tiago Luís (Wagner - 35'2ºT) e Ananias (Maranhão - 21'2ºT); Bruno Rangel. Técnico: Vinícius Eutrópio.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel (Guilherme Arana - 36'/1ºT); Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom (Rildo - 30'2ºT); Vagner Love (Danilo - 38'2ºT). Técnico: Tite.