Fagner - Corinthians (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

Inicialmente, Fagner seria julgado no mesmo dia do jogo contra o Atlético-PR, em Curitiba (Foto: Ari Ferreira)

LANCE!
01/08/2016
15:39
São Paulo (SP)

O julgamento do lateral direito Fagner, inicialmente marcado para esta quarta-feira, foi adiado para o dia 10 de agosto. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) atendeu ao pedido do Corinthians, que anunciou a mudança em nota oficial publicada nesta segunda-feira.

De acordo com o clube, o motivo do adiamento é a Olimpíada do Rio de Janeiro - cujo início da disputa de futebol coincide com a data inicialmente prevista para o julgamento do jogador. Além de Fagner, também será julgado na sessão adiada o árbitro Heber Roberto Lopes. A nova sessão será realizada em São Paulo, justamente por causa da Rio-2016. 

Outro problema para o Corinthians seria a presença do atleta na partida contra o Atlético-PR. A sessão teria início às 18h (de Brasília), e o jogo na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), às 21h45. Apesar da proximidade dos horários, o técnico Cristóvão Borges havia confirmado a presença de Fagner no duelo. 

O lateral alvinegro foi indiciado por violar o artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) - praticar jogada violenta - após entrada dura em Ederson no jogo contra o Flamengo, no dia 3 de julho, na Arena. A pena varia de um a seis jogos de suspensão. O árbitro Heber Roberto Lopes, por sua vez, será julgado por "não cumprimento das regras do jogo". Na ocasião, a arbitragem não marcou falta no lance que gerou questionamento público de jogadores e dirigentes do Flamengo, clube que foi derrotado por 4 a 0 naquela partida.

Confira a nota divulgada pelo Corinthians na íntegra: 

O Presidente Jonas Lopes Neto e o relator Rodrigo Raposo da 5ª Comissão Disciplinar do STJD atenderam pedido do Corinthians e da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf) e adiaram o julgamento do processo que envolve o jogador Fagner e o árbitro Heber Lopes para o dia 10 de agosto, com julgamento em São Paulo, por causa das Olimpíadas no Rio. 

A denúncia de Fagner é por jogada violenta no lance com Ederson do Flamengo, segundo a procuradoria, e a do árbitro por não cumprimento das regras do jogo. 

* Atualizado às 17h56