Bruno Cassucci
25/10/2016
06:55
São Paulo (SP)

O Corinthians espera a chegada de Jô, a torcida sonha com reforços de peso, mas a primeira contratação do clube para 2017 vem da Série B e quer surpreender. O atacante Luidy, de 1,67m e 20 anos, que está no CRB-AL, assinou contrato com o Timão por quatro temporadas. A chegada dele ao Parque São Jorge será apenas em janeiro, mas o atleta se apresentou à Fiel em entrevista concedida ao LANCE!.

Nascido em União dos Palmares, em Alagoas, terra de Zumbi, Luidy se inspira no herói brasileiro e tem sonhos a realizar no Corinthians. Não se trata apenas de gols e títulos, mas também de uma vida melhor para ele e sua família. Com o primeiro salário, o jogador quer comprar uma casa para os pais, que estão desempregados.

Apesar de jovem, o atacante já é experiente. Rodado, ele estreou como profissional aos 15 pelo CRB e depois passou por clubes pequenos, como Caçador (SC) e Murici (AL). Agora, promete entrega e raça para conquistar os corintianos.

Para tê-lo, o Timão pagará cerca de R$ 1,2 milhão, parcelado, e ficará com 70% dos direitos econômicos.

Nesta entrevista, Luidy conta um pouco sobre sua carreira, as referências dele no futebol, os sonhos que têm e fala um pouco sobre seu estilo de jogo. Confira abaixo:

- Como reagiu ao saber que o Corinthians tinha interesse na sua contratação? Já esperava?

"Fiquei muito feliz e emocionado. Ainda não estava acreditando se era verdade ou não. O Corinthians é uma das maiores equipes do mundo e será muito gratificante defender essa camisa"

Fiquei muito feliz e emocionado. Ainda não estava acreditando se era verdade ou não. O Corinthians é uma das maiores equipes do mundo e será muito gratificante defender essa camisa. Mas agora meu pensamento ainda é no CRB. Estamos fazendo uma grande campanha na Série B, temos chances do acesso para a Série A e irei brigar junto dos meus companheiros por esse objetivo.

- Você passou por alguma categoria de base? Ainda crê que está em formação?
Passei sim. Foi muito importante para o meu crescimento no futebol, tanto taticamente, quanto tecnicamente. E me considero sim um jogador formado, mas sei que tenho muito a aprender ainda.

- Como foi sua trajetória no futebol até chegar ao Timão?
Este ano vem sendo maravilhoso na minha vida. A temporada no CRB está sendo muito boa, estamos fazendo uma campanha consistente na Série B e espero fechar minha participação aqui no clube com chave de ouro (o time é o sétimo colocado e ainda briga pelo acesso). Só tenho a agradecer a Deus por tudo que vem acontecendo na minha carreira e na minha vida. Antes já tive dificuldades. No passado já passou pela minha cabeça (a ideia de) desistir do futebol em alguns momentos, mais por dificuldades financeiras. Ainda bem que persisti com meu sonho e agora estou vivendo ele intensamente.

- Para quem não te conhece, explique um pouco do seu estilo.

"Sou um jogador que usa bastante a velocidade. Sou rápido, habilidoso, gosto de jogadas mano a mano, ir para cima do defensor adversário"

Sou um jogador que usa bastante a velocidade. Sou rápido, habilidoso, gosto de jogadas mano a mano, ir para cima do defensor adversário. Finalizo com as duas pernas e também procuro achar sempre um companheiro bem posicionado.

- Você chegou a trabalhar em outra área além do futebol?
Não trabalhei. Desde meus 8 anos eu me dedico ao futebol. Foi quando eu comecei a dar os primeiros passos no esporte e buscar meu sonho de se tornar um jogador profissional.

- Quais foram os treinadores que mais acrescentaram à sua formação como jogador?
Para mim foi o professor Mazola. Ele me depositou toda a confiança nessa temporada, mostrou que acreditava em mim e me deu oportunidades para mostrar o meu futebol. É um treinador de grande caráter, muito profissionalismo e competência. Aprendi muito com ele no CRB e sei que até o fim do meu contrato continuarei aprendendo.

- Como foi quando contou a seus pais que havia a chance de você jogar no Corinthians?
Faz três anos que meus pais estão desempregados. Eles trabalham em casa mesmo. Foi uma notícia espetacular para eles. Eles ficaram muito felizes também. Até não estavam acreditando no começo.

- Você é casado ou tem namorada? Pretende trazer a família para São Paulo depois?
Sim, sou casado. Pretendo levar minha família para perto de mim. A gente sabe a importância de ter nossos parentes por perto, sempre aconselhando e passando muita força. Eles têm extrema relevância aqui no CRB e serão importantes aonde eu for.

- O que pretende fazer com o primeiro salário no Timão? Tem algum sonho de consumo?

"Pretendo comprar uma casa para os meus pais. Eles merecem muito por tudo que já fizeram e passaram"

Pretendo comprar uma casa para os meus pais. Eles merecem muito por tudo que já fizeram e passaram na vida. Além disso, também quero comprar uma casa para mim.

- Qual foi seu primeiro jogo como profissional? O que lembra?
Meu primeiro jogo como profissional foi com 15 anos. Era muito novo, mas sabia das minhas responsabilidades. Aquele momento era muito esperado por mim e foi muito importante. A partir dali comecei a crescer e amadurecer.

- Você é de União dos Palmares, terra de Zumbi. O herói brasileiro é também fonte de inspiração a você em campo?
Todos da cidade têm nele uma inspiração, e comigo não é diferente.

- Quais são seus ídolos no futebol?
Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo.

- Os melhores do mundo...
São jogadores espetaculares que têm muita habilidade e inteligência.

- Por fim, mande um recado para a Fiel torcida que te espera.
Irei trabalhar muito forte, com muito esforço e vontade todos os dias. Não faltará garra e dedicação dentro de campo. Estarei focado junto de todo o grupo para buscarmos os objetivos do clube em 2017 e conseguirmos conquistar títulos.