Vagner Love - Corinthians (Foto: Daniel Vorley/AGIF/Lancepress!)

Vagner Love fez um dos gols do triunfo contra o Galo (Foto: Daniel Vorley/AGIF/Lancepress!)

Bruno Cassucci
02/11/2015
17:19
 Enviado especial a Belo Horizonte (MG) 

Há pouco mais de duas semanas, Vagner Love revelou um desejo: deslanchar e marcar gols na reta final do Campeonato Brasileiro. O sonho virou realidade. O camisa 99 jogou bem e balançou as redes nas últimas três partidas, sendo decisivo para o Corinthians bater o Atlético-PR (quando marcou duas vezes), o Flamengo e o Atlético-MG.

Com isso, ele igualou seu companheiro de equipe Jadson, e Lucas Pratto, do Galo, na vice-artilharia do Nacional. O título brasileiro, cada vez mais perto, pode fazer com que o centroavante consiga atingir outra meta: cair nas graças da Fiel.

- Temos cinco jogos, mas a gente sabe que deu um passo muito largo. Era divisor de águas. Ir pro próximo jogo com tudo, se a gente ganhar a gente pode comemorar junto da nossa torcida e gritar é campeão. Estamos com as duas mãos na taça, só falta levantar - disse depois da partida do último domingo, na Arena Independência.

Na mesma entrevista em que disse pensar nos gols nas rodadas finais do Brasileirão, Love reconheceu que ainda sofria muita desconfiança de parte da torcida. Ele foi contratado no começo do ano, mas demorou a embalar no Timão.


O técnico Tite também está satisfeito com o desempenho do jogador, mas evitou fazer elogios a ele. Questionado sobre Love e o ataque do Timão, o comandante alvinegro prefereiu exaltar o conjunto da equipe.

- Às vezes o atacante não faz, mas aparece uma infiltração de um homem de trás. O Rodriguinho, por exemplo, jogou muito. Ele não infiltra, mas tem qualidade do passe - comentou.